X

"Our loyalties must transend our race, our tribe, our class, and our nation; and this means we must develop a world perspective." - Martin Luther King Jr.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Fail!

Programa eleitoral do PS, só ao início...

«A aliança contranatura da direita e da extrema-esquerda parlamentares provocou a demissão do Governo, mergulhando o País numa crise política totalmente evitável e totalmente inoportuna.» Toda a situação em que este Governo nos deixou para nada conta pelos vistos, défices e dívida pública recordes, para não falar do Estado Social que tendeu a esconder-se!

«A partir de 2005, o Governo do Partido Socialista conduziu uma política orientada para dois objectivos fundamentais: corrigir o desequilíbrio das finanças públicas e retirar Portugal da situação de incumprimento na União Europeia» Fail!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Engano concerteza!

Ou então é mesmo falcatrua...
http://www.despesapublica.com/ Suspenso... Estranho...

Oásis?

Mação, a minha terra, pelos vistos, não é um oásis, onde tudo corre mal e no resto do país tudo corre bem... As críticas que são feitas, são de quem tem visão curta.
Em Portugal é assim.

Esperança

Ainda a tenho! De não ver o país cada vez mais injusto em termos geográficos...
Isso, por isto.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Não chegámos às "latalhas"

Mas andámos bem perto...
Com estes resultados em 2010 pergunto-me: O que terá feito, em 2010, o PSD que nos levou a esta situação? O Pec IV de 2011!

25 de Abril

Cliquem no título

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Reunião de Câmara de 20 de Abril de 2011

Estando em Mação, decidi ir à reunião de câmara, pública, com o meu amigo Gonçalo Fernandes, para vermos como era, pois ia ser debatido o, importantíssimo, Relatório de Actividades e Documentos de Prestação de Contas da Câmara Municipal de Mação referentes ao ano de 2010.

Após a intervenção do público presente e interessado, um senhor de Queixoperra, falou-se sobre as novas empresas na Zona Industrial de Mação, e fui surpreendido pela oposição ao executivo, que nem sabia que só uma empresa aí sediada recentemente não era nova, alegando exactamente o oposto, que só uma era nova!

Outro assunto que me surpreendeu, desta vez pela falta de crítica da oposição, foi sobre as águas do centro, pois tanta crítica vejo no blog da oposição acerca das águas, e quando confrontados com a realidade e com os intervenientes, nem uma palavra de contestação se ouve, no mínimo estranho!

Tema seguinte, Floresta, e todo o excelente trabalho que a câmara tem feito em torno da protecção florestal, que acaba a fazer mais do que lhe é devido, algo nunca apontado pela oposição.

Passando ao tema de destaque, houve críticas por parte da oposição, quanto ao relatório, pois esta não apresenta as variações homólogas dos anos anteriores, e porque acham que as rubricas das transferências deveriam estar desagregadas para se perceber todas as miudezas ocorridas, apesar de toda a legalidade que o relatório tem, concordo que deve ser apresentada a variação em termos homólogos, mas quanto à desagregação das rubricas, discordo claramente, pois ao nível autárquico, até as contas mais insignificantes têm de ser contabilizadas e seriam alvo de desagregação, e em vez de 1 dossier com 40 folhas passaríamos a ter 3 com 100 folhas cada um, considero isso uma crítica inconsciente.

As críticas continuaram, dizendo o Dr. Nuno Neto que o PPI (isto é, a fatia do orçamento que vai para investimento) tinha sido o mais baixo desde 2002, sendo inferior a 2 Milhões de Euros, e que as despesas correntes tinham aumentado de 5,2 Milhões para 7,5 Milhões de Euros, afirmando que era negativo para as contas este aumento, em prol da descida no investimento. Mas o que foi esquecido pela oposição, foi que esta Câmara tem uma capacidade excepcional de se conseguir auto-empreender, pois tem maquinaria e mão-de-obra capaz de fazer obras que se consideram investimento, como escolas, estradas, etc. mas que são agregadas na despesa corrente, como se podem então queixar desta diferença na balança, como sendo negativa, se realmente as contas no relatório de contas não estão desagregadas? No mínimo estranho, mas só encontro uma resposta, uma vontade perpétua e contínua de bota-abaixo por parte da oposição.

Um exemplo disso é o novo quartel dos bombeiros que agora está a ser construído, vai ter um grande peso na despesa corrente. Não se deve considerar boa despesa corrente? Eu penso que sim!

Terça-feira, 5 de Abril de 2011, a oposição no seu blog, frisou as críticas que já tinham sido feitas a um empréstimo de 2,5 Milhões de Euros contraído pela Câmara, mas o que a oposição não refere é a capacidade de endividamento que esta Câmara ainda tem, e que muitas já não têm, tal como não referiu que, neste ano de 2011, 2 empréstimos iriam terminar. Criticam o executivo por não apoiar no alcatroamento de estradas etc., mas quando esse apoio existe criticam por fazer, há coisas que não se percebem. Mais um exemplo de uma dessas coisas é, o facto de quando se critica o trabalho do executivo, por falta de promoção do concelho, etc., se usa exemplos alheios, mas quando se trata de problemas de envelhecimento da população, ou de oferta de produtos do concelho, que visam a sua promoção, parece que vivemos num oásis de imperfeição, quando tudo o que nos rodeia é um paraíso (O FMI só cá está pelo chumbo do PEC IV, os últimos 6 anos de governação, parece que para nada contam, mas todos sabemos o quão maus foram, e até onde nos levaram!)!

Nunca frisado pela oposição, é o excelente trabalho conseguido pelo executivo, num protocolo assinado com o Ministério da Agricultura, que conseguiu tornar Mação o único concelho do país onde ninguém precisa de se deslocar para as delegações regionais para tratar das guias e licenças, pois em Mação tudo isso é feito!

Curioso também foi a divulgação por parte do executivo à oposição de que esteve na escola recentemente alguns inspectores, e que congratularam o executivo, pois por todas as escolas por onde já tinham passado nunca tinham visto uma Câmara a apoiar tanto uma escola, até mesmo quando a sua direcção tinha cores contrárias. Exemplo desse apoio foram os 13500Km. feitos pela Câmara, com alunos da escola a custo zero! Hoje que escrevo isto, dia 25 de Abril de 2011, sei que desde o dia reunião foram escritos 8 novos post’s no blog da oposição, em 5 dias, e nem um frisa este excelente trabalho!

Demagogia foi a palavra mais vezes dita nesta reunião, e que a oposição e o executivo têm entendimentos diferentes, toda a gente sabe, mas uma coisa é verdade e sabida, nunca o executivo usou esse entendimento para se aproveitar politicamente de cada decisão, e isso é de louvar, mas há quem não seja assim!

No fim desta reunião ficou-se a saber o seguinte, que para a oposição, a capacidade endividamento pouco importa, pois apenas serve para uma redução de investimento no futuro. Leva-nos então a crer que agora não se deve investir, devemos parar no tempo!

Foi-lhes perguntado como se reduziria as despesas correntes, e a resposta foi esta: redução nos apoios, e que em muitas câmaras, com menos funcionários os resultados são bastante idênticos! Claro que se há mais empobrecimento as pessoas pedem mais apoios, logo as medidas são contraditórias… Mas mais importante que isso, é esta parte, com menos funcionários, isto para mim só tem um entendimento possível, se a oposição se tornar executivo, vai haver despedimentos!

Aqui fica a verdade de 4h e 30 minutos de reunião, pois de mentira estamos nós todos fartos!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

O futebol português

Um poço de corrupção sem fundo?
Talvez sim, talvez não
Eu não sou um assíduo espectador (mas vou passar a sê-lo quando for espetador) mas devo dizer que nos dois últimos jogos o FCP foi beneficiado, mais ontem que no fim-de-semana, com uma expulsão que não aconteceu, e um golo que devia ter sido anulado por fora-de-jogo, também sofreu um penalti que não existiu, uma forma que o árbitro encontrou para dizer, não fui corrompido, sou é mesmo fraco árbitro!
Se um dia o futebol português mudar volto a ser espectador!

O cheiro é o mesmo!

Se isto não é gozar com um gajo, eu não sei o que é!

Controlados até na m****!

Depois de vermos a Ministra Ana Jorge pisar os médicos quanto à prescrição de receitas de anti-depressivos, vemo-la agora a controlar os níveis de incontinência nos hospitais!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Espelho da realidade

José Sócrates ao fim de 6 anos de Governação conseguiu:
-Acabar com o dinheiro para os estudantes bolseiros!
-Acabar com o dinheiro para o pagamento ao exército português!

Mas óbvio que ele não consegue isto sozinho!

E depois também consegue uma execução fabulástica no primeiro trimestre de 2011!
Parece fácil: "«Governo anula défice com atrasos nos pagamentos e serviços em ruptura» é o título do «Jornal de Negócios»."

Wrong way

Francisco Louçã e Jerónimo de Sousa decidiram não negociar com o FMI, mas isso já nós esperávamos, a irresponsabilidade da extrema esquerda a vir ao de cima que nem azeite na água.
Chego mesmo a questionar a necessidade da existência destes partidos, como ouvi uma vez, e bem: "Os partidos são como os cães, os de extremos, mais puros, com ideias mais fixas (menos flexíveis), logo são cães de raça pura, mais susceptíveis a doenças, os partidos mais centrais, são os rafeiros, aceitam medidas daqui e dali, são mais flexíveis, não adoecem tão facilmente", e ninguém quer um cão doente!
Repudio claramente esta atitude de Louçã, e peço-lhe que se a sua política é isto, isto não é política!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Piada?

Em Portugal fala-se em crise! Em Portugal fala-se que a produtividade é baixa!
Em Portugal fala-se muito! Mas na altura de ganhar mais uns votos: Tolerância de ponto quinta-feira à tarde!

domingo, 17 de abril de 2011

PSD

É com alguma tristeza que tenho assistido ao meu PSD nos últimos tempos.
Onde tem vigorado uma enorme incoerência, muitas vezes originada pelas armadilhas Socráticas.
Pedro Passos Coelho fala em portagens apontando o Princípio Utilizador Pagador como razão. Mas alguém sabe o que é esse princípio?
Pedro Passos Coelho fala em aumentos do IVA, e só depois faz a questão pertinente, Qual o verdadeiro estado das contas públicas?
Pedro Passos Coelho aposta numa lista diferente de qualquer outra, reunindo mentes com ideologias distintos, com Fernando Nobre a princípio pareceu-me correcto, mas bastou Fernando Nobre abrir a boca para desejar que ele nunca mais a abra!
Quanto à privatização da Caixa a minha opinião tem vindo a mudar, e começo a dar razão a Pedro Passos Coelho.
Quanto ao número de Ministros, é uma medida de muita coragem e bravura!
Quanto às PPP's que seja mais inteligente.
Mas antes de tudo isto, que seja inteligente agora, se o quer ser daqui a uns meses!

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Esclarecimento

O Secretário de Estado da Defesa, diz, o Ministro da Defesa, contradiz... Em que ficamos? Há ou não dinheiro? Afinal como contribuintes temos direito a saber...
Ah e um esclarecimento ao Ministro da Defesa, se quer pedir verbas, penso que o Teixeira dos Santos já não lhe possa ser útil nesta altura do campeonato...

A justiça tarda

Mas não falhou! Os intocáveis têm de o deixar de o ser!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Tá tudo Parvo????!!!!

Quercus! Tu vives noutro planeta, ou desconheces toda uma realidade económica e social deste país!

Também tenho direito a resposta

"Passos Coelho entrega carta com 35 questões sobre contas do Estado"
Menos a questão sobre a parvoíce que são as SCUT's

Tenho dito

Este Ministro da Administração Interna é o 1º dos piores ministros deste Governo!

Tiro no pé

Enganou-me bem... Mas já não engana mais... Ai Nobre Nobre..

Dúvidas?

Se ainda havia dúvidas estão agora desfeitas: Estamos em recessão!!

Quem fala assim

Deixa-me a pensar, e põe em causa muito do que defendo...
Otelo Saraiva de Carvalho

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Para animar a malta

Se se sente infeliz, incompreendido, sem dinheiro, deprimido, sem capacidade para mudar e se é português, estas notícias são para si!!!!

Os melhores exemplos
Afinal os portugueses ainda são conquistadores

Anime-se, toca a ganhar força e a encarar os problemas de frente!

domingo, 10 de abril de 2011

Fernando Nobre


O que realmente necessitamos é que pessoas com opiniões diferentes se juntem, com respeito mútuo, para cooperar nas soluções dos nossos problemas.

Portugal e a Democracia não têm tempo a perder. Por isso aceitei este desafio. Mais uma vez com espírito de missão e de consciência tranquila, porque sinto que é hoje e não amanhã que devo servir o meu País.

Conto com todos os que comigo se têm genuinamente batido pela defesa dos direitos civis e sociais e por uma Cidadania activa que apresente soluções concretas para os problemas urgentes da nossa sociedade.

Esta não é a hora de estar calado e acomodado.

Nunca Portugal necessitou tanto que todos os Cidadãos assumam as suas responsabilidades e façam ouvir a sua voz.

Se todos nascemos livres e iguais em dignidade e direitos, não há tempo melhor que este para exercermos com determinação e responsabilidade os nossos deveres.

Foi a pensar nos que não têm voz e no futuro das novas gerações que tomei esta decisão. Fernando Nobre.


Sacado do: Albergue Espanhol

A birra continua

"Os responsáveis europeus começam a dar sinais de impaciência com o desacordo público entre o governo, a oposição e o Presidente da República sobre o programa de assistência financeira a Portugal, frisando que só haverá ajuda em troca de um entendimento completo e sólido a este respeito entre os principais partidos políticos." -Público

Até quando vai continuar a birra do Governo? Vão continuar a destruir-nos como nos últimos 6 anos?

Trunfo!

Pedro Passos Coelho acabou de dar um grande passo nesta campanha do PSD para 5 de Junho, tentando reconquistar a confiança nas nossas instituições democráticas, ao convidar Fernando Nobre para Presidente da Assembleia da República!
Acabou de dar um sinal de abertura à sociedade civil e à cidadania!
É esta a voz da mudança!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Bem comum

Política, pensava eu que, num sentido muito lato, era unir esforços em prol do bem comum, mas afinal, é cada um rumar por si...

Teixeira dos Santos pretende que Portugal tenha a lutar por si várias forças com ideias distintas e fracas perante tamanhas entidades, a Comissão, o BCE e o FMI, em vez de ganharem uma voz firme e em uníssono, que nos dê forças para lutar contra a maré.

Mas pelos vistos no PS, o discurso, continua a apresentar duas faces...

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Boa imagem!

É esta a imagem que vamos passar lá para fora! Viva os sindicatos que nos enterram ainda mais...

Tesourinhos: Pela boca morre...

José Sócrates, nem mais!

José Sócrates neste último mandato começou logo mal, desde cedo na campanha, pois um visionário como ele é não me digam que desconhecia que ia sair do Governo antes de 2013, por isso não faz sentido haver um Programa Eleitoral do PS de 2009 a 2013.

Como lema de campanha tinha: "Avançar Portugal" (para o FEEF só se for...).

"Este Programa distingue o projecto e a atitude do Partido Socialista." De quem? Se calhar queriam dizer que este programa nada tem a ver com a atitude do PS... Certo certo!

"3. O progresso que o País fez

A razão primeira da nossa confiança no futuro é a consciência dos progressos que o País foi capaz de fazer, em especial nos últimos quatro anos de governação estável do PS" - Aqui está algo que ninguém sabia...

"Com uma governação de rigor, competência e responsabilidade, e com o esforço dos portugueses, o Governo do PS venceu a crise orçamental que a direita tinha deixado e, sem recorrer ao truque de receitas extraordinárias com encargos futuros, reduziu efectivamente o défice dos projectados 6,83% de 2005 para apenas 2,6% em 2007 e 2008 – o défice mais baixo em toda a história da democracia portuguesa." - Sem dúvida uma política de verdade!

"a balança tecnológica da economia portuguesa, tradicionalmente deficitária, passou a ser positiva. Dito de outro modo: Portugal passou a exportar mais tecnologia do que aquela que importa." - "Afinal, 2009 foi exceção: em 2010, a balança que reflete as importações e as exportações de tecnologias em Portugal voltou aos valores negativos do passado."

"5. Prioridades claras para o futuro
O Programa que o Partido Socialista apresenta aos portugueses para a nova legislatura 2009-2013, tem três prioridades fundamentais muito claras:
• Relançar a economia e promover o emprego; (FAIL)
• Reforçar a competitividade, reduzir a dependência energética e o endividamento externo, valorizar as exportações, modernizar Portugal; (FAIL)
• Desenvolver as políticas sociais, qualificar os serviços públicos e reduzir as desigualdades. (FAIL)"

Mas isto é só até à página 14,, são mais 116 de boa verdade e coerência... Podem ver aqui.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Bem dito!

Muitos sabem o que acho deste Ministro, e mais uma vez, concordo com ele!

«Havendo tanta oportunidade de emprego na Agricultura (.), temos hoje, face ao crescimento dos hortícolas e frutícolas, uma incapacidade de conseguir atrair gente que está no desemprego para trabalhar neste sector»

Ética ou falta dela

Ontem o FCP sagrou-se campeão nacional, após vencer o SLB na Luz por duas bolas a uma.
No final do jogo, demonstrando mau perder, e falta de ética e responsabilidade os dirigentes do clube da Luz apagaram as luzes, ligaram o sistema de rega e colocaram o hino do Benfica bem alto.
É normal que o SLB não queira ver em sua casa a festa de um dos maiores rivais, mas pôs em risco toda a segurança em risco, num jogo de alto risco, e devem ser punidos por isso!
Num jogo em que a meu ver o SLB foi beneficiado, desculpas como, o FCP é o clube do sistema e é merecido não colam!

Se calhar queriam espelhar o seu desagrado para com a subida da luz, visto para outros desportos o Estado dar benefícios, o SLB quis desta forma manifestar-se contra isso...

domingo, 3 de abril de 2011

Merecido

Parabéns ao FCPorto, por mais um título!

Situações normais

MAI a bater recordes, Governo considera situação normal!

Já???!!!!

Já houve 2 divórcios gays em 9 meses....

O que ainda ninguém percebeu!

O Governo a 14 de Março baixou o IVA do Golfe para 6%, e todos nós sentimos ofendidos por ser uma cedência aos capitalistas, uma injustiça!
Mas não! Não foi uma cedência a capitalistas! Foi uma medida eleitoral, com vista a obter todos os votos dos adeptos do fcporto! Isto porquê? Porque 2500€ foi o preço das bolas de golfe lançadas ao Roberto a 9 de Novembro, agora com um novo clássico à porta, e eleições dentro de 2 meses, esta medida passa a fazer todo o sentido, pelo bem do desporto rei, pela continuidade do Primeiro Ministro mais perigoso de sempre!