X

"Our loyalties must transend our race, our tribe, our class, and our nation; and this means we must develop a world perspective." - Martin Luther King Jr.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Os opostos/interesses

A Câmara de Representantes dos EUA voltou a adiar a votação sobre o tecto da dívida, a Moody's está à espera que os meninos se decidam.

A Imprensa

Não percebo o porque de notícias destas, aparecerem em destaque na comunicação social.

São actos praticados todos os dias, em todos os cursos, em todas as idades, aqui e na China, e em nenhuma ocasião se passa os alunos com 10.

Novo Governo

Estaremos perante um Governo transparente e honesto?

Já estivemos muito mais longe, e não há muito tempo.

UV2011

Este ano vou participar na Universidade de Verão promovida pela JSD, PSD, instituto Sá Carneiro e PPE.

E não podia ter mais orgulho num programa que vai contar com Mário Soares, Nuno Crato, Vítor Gaspar, Assunção Esteves, Miguel Relvas, Mariano Rajoy (Presidente do Partido Popular Espanhol), Tomaz Morais e duas pessoas que eu pessoalmente gosto muito, Duarte Marques e Rodrigo Moita de Deus.

Vai ser em grande!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Da despesa

E afinal também vai haver não só aumento na receita, mas também, redução na despesa em 15%...

Sr. Dr. Alfredo Barroso, devia ter esperado o Estado de Graça, já que governou como disse, era justo que compreendesse.

Do desvio

Pelos vistos há mesmo um desvio, ou estes 560 milhões não são nada?

Mas claro isto só em PPP's, as melhores amigas de José Sócrates...

terça-feira, 26 de julho de 2011

Exemplo

Há que dar o exemplo, e julgo que aqui, neste novo governo, ele tem sido dado..

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Sondagem PS

O resultado foi exactamente o mesmo das internas do PS, não para minha alegria, pois passei a ser um jovem a dias...

sábado, 23 de julho de 2011

Tour

Tradicional do meu verão, desde pequeno, é o Tour de France!

Este ano a emocionante volta vai ter amanhã como vencedor, Cadel Evans, da BMC, que hoje no contra-relógio recuperou a desvantagem de 57seg do camisola amarela, Andy Schleck, como conseguiu ficar 1m34seg à sua frente!

Factor histórico é os dois irmãos Schleck terminarem no top 3. Andy Schleck o eterno 2º?

De louvar o excelente CR de Contador, que subiu assim à 5ª posição.

É com muita pena que vi Rolland a sair do top 10, ele que fez um excelente Tour, sempre muito forte a ajudar Voeckler e quiçá, se ele não tivesse essa tarefa não tivesse tido ele outro protagonismo...

Apesar das muitas quedas, foi um excelente e emocionante Tour!

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Noruega

Eu ainda sou do tempo em que a Noruega era um país maravilha.

Agora nem na política diferem muito.

Em queda

Da aprovação do corte no subsídio de Natal, e do novo plano de ajuda à Grécia, já quase que nos conseguíamos financiar.

Ironia

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Dívida Pública Interna Vs. Externa

O motivo da crise da União Monetária se centrar na dívida externa deve-se ao facto de grande parte dessa dívida pertencer ao sector privado externo, e isso ser um factor com consequências desastrosas caso haja incumprimento ou reestruturação da dívida, pois levará a uma descredibilização, durante longos anos do país.

É verdade que a elevada dívida pública é importante na crise dos países da Zona-Euro, mas a experiência da UE, sugere que por si só a dívida pública não explica tudo.

Numa União Monetária supor-se que a dívida pública não tem riscos é errado, pois os países desta união não têm como emitir moeda para pagar essa dívida, tendo de recorrer a outras políticas alternativas. Estes países podem aumentar a carga fiscal, gerando receita, e evitando o incumprimento no pagamento da dívida, e mantendo assim a credibilidade e a confiança dos mercados.

No entanto é óbvio que quando a dívida assume valores muito elevados, não se pode simplesmente aumentar impostos desmedidamente, pois é um completo roubo para os contribuintes.

No caso de a dívida estar na posse de residentes, ser interna, o governo pode aumentar impostos, aplicar taxa sobre quem possui obrigações, reduzindo assim o valor a pagar, ou gerando receita para pagar. O governo pode ainda aplicar taxas sobre os activos estrangeiros dos residentes.

Outra vantagem evidente da dívida pública interna é o facto dos juros resultantes dessas obrigações não irem para o exterior, como na dívida externa, mantendo o dinheiro no país e o poder de compra.

Desvantagem da dívida pública é que a decisão do Governo de falhar internamente, é bastante impopular, pois quem vota é a população residente, e iriam castigar os governos por estas medidas impopulares. Outra desvantagem é a dívida interna ser insuficiente para cobrir a oferta.

No caso de a dívida estar na posse de elementos estrangeiros, os governos deixam de ter alternativas, pois não lhes podem aplicar impostos. Como os países precisam sempre do investimento do estrangeiro, precisam de manter a credibilidade de cumprimento para que lhes possam satisfazer sempre que necessitem as necessidades, a taxas de juro baixas, representando a confiança dos mercados no país.

É principalmente por estas alternativas no pagamento da dívida pública, e pelos contras sociais, que, quanto a mim, a dívida externa é o verdadeiro factor da crise nos países da União Monetária.

terça-feira, 19 de julho de 2011

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Parabéns



It always seems impossible until its done. Nelson Mandela

Ver as coisas de maneira diferente

No Japão deram um chuto nas gravatas durante o Verão! Esta medida permitiu em 2005 reduzir em 460000 ton. as emissões de dióxido de carbono. daqui

E a esta medida todos diriam, porque não fazer o mesmo cá? Não custa nada e ainda se poupa algum!

O que se faz lá fora é bom... Mas quando esta medida é tomada em Portugal temos 3 reacções diferentes:

- A da direita que vê ou com indiferença ou com surpresa, e pouco comenta a medida;

-A das empresas, que aproveitam a dica, e a seguem como exemplo, ajudando no corte dos seus custos;

-E a mais interessante, a da esquerda, que se dizem do povo e para o povo, que se dizem defensores do Estado Social ao contrário da direita, que dizem que com a direita só os ricos sobrevivem, que a direita é mãe do capitalismo, etc etc etc, mas chegada a hora de tirar a gravata sentem-se a abdicar de um símbolo de estatuto, pois, todos gritam em uníssono, "o ministério do ar condicionado, ou dos sem gravata, que coisa ridícula".

Nunca se viu uma esquerda assim...

domingo, 17 de julho de 2011

Política

e razões que levam à descredibilização da classe política.

Declarações como: "ficar a olhar para o boneco" em plena crise e ao fim de dois meses de legislatura.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Corte certo/cego

Chumbando ou não o corte é certo.

No dia 7 a Moody's cortou o rating de bancos portugueses, por duas razões, corte do rating da república e provável chumbo nos testes de stress.

Hoje, dia 15, sabe-se que os bancos não chumbaram nos testes, porém, as agências acham justo voltar a puni-los dando novamente como justificação o corte da república.

Haja credibilidade.

Do legado

Sra. Ana Jorge, é por esta e por outras que conquistou desde cedo o lugar no meu top 3 piores ministros do do Governo de Sócrates!

Apesar dos cortes, dos acordos irresponsáveis com as farmacêuticas e dos tempos vividos, você nunca esteve à altura.

Exames

Sobre os exames deste ano destaco 3 títulos:

-Exames/Secundário: Negativas a Matemática A sobem de 13% para 20%, daqui;

-Secundário: negativas a Português quase duplicam, daqui;

-Alunos do 9º ano chumbam a Matemática, daqui.

Não é algo que me entristeça realmente, já por várias vezes tenho expressado a minha revolta contra o facilitismo nas escolas, e no fundo esta é uma notícia que me apraz.
Há que trabalhar o futuro.


Frases que impõem respeito

"Há dois anos os Estados alardeavam os seus direitos e a sua soberania em relação a Bruxelas. Hoje os Estados exigem que Bruxelas exerça a sua soberania. A crise materializou o sonho europeu"

Rodrigo Moita de Deus

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Do temporal

Oh Jardim, onde é que foi parar o resto da massa?

Da derrapagem

Temos no Ministério da Justiça...

E soma-se aqui mais uns trocos...

Mas que raio? Exemplos destes é que causaram tanta bulha?
É porque devem ser trocos comparando com o resto. (espero que a ironia não se torne realidade)

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Memória de elefante (II)

Tenho visto muitos relatos, de personalidades dos partidos, a criticarem as palavras do Primeiro Ministro, acerca da herança acolhida nas contas públicas, deixada pelo anterior Governo.

Primeiro João Galamba, depois Vitalino Canas, mais tarde Vieira da Silva, e para terminar, que eu visse, o grande Bloco de Esquerda.

Todos acusam o PM, de usar esse argumento para justificar as medidas de austeridade, e eu pergunto-me, se está assim tão errado, porque é que o anterior Governo andou a negociar com a Troika? Era preciso? O presente só tem uma explicação, o passado! Se no passado andaram a dormir e não andaram atentos ao que andava a ser feito, agora descobrem-no na pele.
Ou estarão a atacar o actual Governo por uma aprovação de 3 PEC's e um OE cujo o cumprimento por parte do Governo ficou muito longe das metas definidas?

Não se percebe, quando apontam para um défice inferior a 7,3%, e depois (perdoando as reavaliações), apresentam um défice neste primeiro trimestre de 7,7%, bastante longe do que se vinha a anunciar, qual é o espanto deste buraco abismal, e das medidas como consequência dessa desgovernação...

Quando falam que o Governo já prepara um falhanço no cumprimento, deveriam pensar primeiro no que andaram a fazer, depois no que disseram das medidas, e por fim mantenham-se em silêncio...

Para terminar, mas sem grande surpresa, pois, do Bloco já tudo se espera, já o PCP é aí que se destaca, e é por isto que mereceu a confiança de mais portugueses. Porque sabe que não estamos bem, e podem ter sido irresponsáveis, mas não cometem o mesmo erro duas vezes, deixando agora espaço para uma avaliação dos factos. Espero eu que se mantenham assim pela sua dignidade.

P.S. É o fim do Estado de Graça mais rápido de sempre!!!

Inteligência

Acho que houve muita nesta campanha!

Os mouros do outro lado da península são amantes do deserto...

Memória de elefante

Os alemães continuam o burburinho acerca da ajuda a Portugal e à Grécia, por parte da Alemanha.
Mas não foi também ela causa para a consequência? Não foi já ela ajudada por todos, acima das possibilidades de todos, quando mais precisava? É por causa de uma União assim, que estamos como estamos...

O belo do...

Ajuste directo, tão frequente no anterior Governo...

E a famosa Parque Escolar...

Debate ou novela?

Eu não vi, mas pelo que li, fiquei na dúvida...

Adormecido...

João Galamba, actualmente deputado pelo PS, mas já na anterior legislatura o tinha sido, vem dizer que as acusações de Passos Coelho são gravíssimas, e que devem ser fundamentadas.

Pergunto-me onde andou ele nos últimos dois anos, ou melhor, nos últimos seis, que nada fez para que parassem com um aumento completamente desnecessário da despesa, com nomeações imerecidas, com o agravamento constante da balança comercial, etc..

Se acha que estas acusações são graves, imagine as acções que levaram às acusações...

Deputado pelo meu distrito, um distrito que precisa de bastante imaginação, quero ver o que está a pensar para nós...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Ensaio Corneador

Do que vejo e do que sinto. Do que oiço e do que vivo. Nada foge deste pequeno grande círculo que é a crise. Do grego, krisis que significa, no nosso português, distinção, decisão, sentença, juízo, separação. Devo dizer que este nosso português não poderia ter dado melhor definição para crise, pois a actual crise, a crise da qual todos falam, é a crise de dicionário, é a crise sentida na vida real, uma verdadeira sentença na esperança daqueles que ambicionam e esperam.

Apetece-me dar-lhe um sexto significado, guerra. Pois é o que esta crise é, uma guerra sem porta-estandartes, em que cada um é estandarte de si mesmo, e aos poucos e poucos eles vão caindo, tornando-se mais um, e quando mais um devia ser aquele que luta, tornou-se aquele que é derrotado. E isso é triste.

Mas de uma coisa nunca me esqueço, "ser descontente é ser homem", e eu sou homem, posso ser um pequeno homem, mas sou descontente como poucos! E quanto maior o tombo maior o descontentamento, sem Deus nem religião, é pelo meu círculo que procuro contentamento, é a ele que recorro, é com ele que o busco, é com ele que venceremos esta guerra!

domingo, 10 de julho de 2011

Mas afinal...

José Sócrates ainda tem lugar cativo na câmara da Covilhã? Acabou o bacharelato em 1979, e em 1987 já estava a abandonar a câmara para ocupar o lugar de deputado. 24 anos depois pede uma licença de vencimento à mesma, isto é, ainda consta nos quadros, e quer continuar, apesar de tudo o que lá fez, e de todas as repreensões a que já foi sujeito!

Mas por curiosidade, a licença sem vencimento foi aceite? É que tem de a pedir com 90 dias de antecedência antes de ir, caso contrário pode ser recusada, e agora fiquei curioso...

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Desgraçado enquanto adjectivo

Convém espicificar para não ofender ninguém. E por adjectivo digo, pessoa infeliz.

Falo para Fernando Nobre, e evito ofende-lo, porque não pretendo descer ao seu nível...

Depois de abandonar a nossa tão prestigiada Assembleia da República, que tanto fez por desprestigiar, vem mais uma vez criticar a classe política, à qual a todo o custo tenta pertencer, mas por inveja de não ser aceite, faz birra como um bebé que pede por leite. (Achei interessante criar aqui uma rima)

Diz-nos que não quer tachos, e que calou tudo e todos ao ter abandonado o cargo de deputado para o qual foi eleito! Caro Fernando Nobre, o povo português não elege tachos! O povo português elege representação, e você era apenas uma inevitabilidade na mesma. Não é da AMI que está a falar, cujo quadro nunca critiquei, pois respeito o seu trabalho, o que criou, e se teve sucesso acredito que saiba o que faz, mas no Parlamento as coisas são diferentes, e você ofende cada português quando age e fala assim!

Sobre as Agências de Rating (II)

E mais este:


Sobre as Agências de Rating (I)

Agora que todos falam nelas, só vos aconselho:

Diogo Vasconcelos

Morreu hoje... Quando morrem boas pessoas dói. Eu não o conhecia, mas quando morrem pessoas que me ensinam a ser melhor também me dói. Ide em paz...

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Relaxante

Dólar Vs. Euro

Foto da Guerra civil de Espanha, 1936 por Robert Capa, um guerrilheiro da república a levar um tiro.


Será este soldado Portugal, na batalha Dólar Vs. Euro, atingido por um tiro do adversário Moody's?

Minesweeper


É tudo uma questão de lógica!

Capital Group

"É accionista de referência da S&P e da Moody’s e tem participações de relevo em 36 países. É considerada a entidade mais poderosa do mundo a actuar nos mercados financeiros."

"(...)a sociedade financeira (...) tenha activos sob gestão superiores a um bilião de dólares (...). O número é quase cinco vezes superior à riqueza produzida anualmente em Portugal."

Económico

Não nos deveríamos queixar antes desta? Mas seríamos capazes?

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Maria José Nogueira Pinto

Morreu hoje a deputada do PSD, com 59 anos, vítima de doença prolongada.

Aqui fica um bocado do seu exemplar trabalho ao longo da vida...

Lixo...

As agências de rating voltaram ao ataque a Portugal, depois da Grécia chegou a nossa vez de novo.

A justificação foi: "o risco crescente de Portugal precisar de um segundo pacote de empréstimos internacionais antes de conseguir regressar aos mercados com "taxas de juro sustentáveis" no segundo semestre de 2013" e "o agravamento dos receios de que Portugal não será capaz de cumprir a 100% as metas de redução do défice e da dívida acordadas com a União Europeia (UE) e com o Fundo Monetário Internacional (FMI), no âmbito do empréstimo de 78 mil milhões de euros, devido aos "desafios formidáveis que o País está a enfrentar ao nível da redução das despesas, cumprimento das obrigações fiscais, crescimento da economia e apoio ao sistema financeiro"."

Apesar de eu não concordar com esta descida, pergunto-me:
-Sendo o programa do actual governo assim tão duro como a oposição o disse, e continuam a duvidar de nós, onde teríamos alternativas?
-A segunda razão não será um bocado cedo para avaliações?

Este Governo é novíssimo e os ataques já começam, como se houvesse comparação com um anterior Governo de 6 anos no poder, onde a sustentabilidade foi nula!

terça-feira, 5 de julho de 2011

Insustentável?

Muitos anunciaram as medidas de Sócrates, e disseram que muito foi feito no seu Governo. Verdade, Sócrates fez muito, resta agora ir vendo se o que ele fez é sustentável... Visto que muita gente não acredita ainda que Sócrates e o seu Governo são dos maiores culpados da actual situação.

Parque Escolar: Não.
Isto para não falar na medidas de desincentivo à natalidade, cortes nos abonos, aumentos de taxas, etc..

Do anterior Governo

Os institutos e o seu excelente serviço público!

Pura estupidez

Dizerem-me que o torneio de Vale do Lobo foi cancelado devido à crise e à falta de patrocinadores, para mim é pura estupidez...

Um torneio que trazia lendas do ténis de renome, há 10 anos a Portugal, integrado no ATP champions tour, na época alta do turismo (9 a 12 de Agosto), de certeza que já teria mais que condições para suportar grande parte da verba com dinheiro ganho nas edições anteriores...

Apelam agora o apoio do Turismo de Portugal. Penso que o Turismo de Portugal deveria apoiar esta iniciativa que promove o turismo realmente, mas penso que nessa altura o dinheiro tenha de sofrer outro tipo de tratamento e controlo.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Causa - efeito

Como tudo na vida, todas as acções, todas, dependem de uma acção praticada anteriormente!

E aqui está mais do mesmo, de uma burrice de quem parou no século passado...

Vêm agora pedir um new deal II, basicamente, um sistema de investimento do estado ao invés da poupança, numa altura em que as economias são incomparáveis com as dos anos 30 e 40 do séc. passado, compensando isso com a criação de euro-bonds, isto é, uma dívida única de todos os países da Zona-Euro.

Acreditam eles nas baixas taxas de juro que esta dívida teria, num mercado internacional, muito definido pelas agências de rating norte-americanas, pergunto-me se não está mais que provado o seu peso na definição e no estado da economia mundial actualmente, para arriscarmos tudo nas suas mãos...

Já houve reacções a estas declarações, e devo dizer que, sem a Alemanha o Euro não é nada, por isso ganhem juízo...

Morreu hoje:

Franz Joseph Otto Robert Maria Anton Karl Max Heinrich Sixtus Xaver Felix Renatus Ludwig Gaetan Pius Ignatius von Österreich da Áustria, filho mais velho de Carlos da Áustria, último Imperador da Áustria e último Rei da Hungria.

Otto foi uma das dezenas de milhares de pessoas a quem o cônsul português Aristides de Sousa Mendes concedeu o visto de saída de França, no momento da invasão nazis

A saga continua

Sou sincero, a início a escolha de Nobre, e o seu apoio ao PSD, deixaram-me positivamente surpreendido, depois Nobre abriu a boca e veio a história da Presidência da Assembleia da República, e aí a desilusão.. Para não falar de certas declarações do mesmo...

Contradizendo-se na história de ser ou não deputado 3 vezes, primeiro que não, depois que sim, e agora finalmente, demitiu-se!

A nossa Assembleia não é uma brincadeira e este senhor devia saber, em vez de andar com birrinhas...

Lagoa das Sete Cidades


Vá para fora cá dentro!

Santarém Invest

Será que se pode chamar a isto, exportação de produtos de alto valor acrescentado?

domingo, 3 de julho de 2011

Notícia do dia

Não aborreçam os chineses, sabem bem que se eles se chateiam, o AA dos EUA baixa e merecidamente!

"a folha financeira dos EUA está longe de ser exemplar. O Estado tem um défice orçamental superior a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) e uma dívida pública que ronda 100% do PIB, que cresce abaixo de 2%. O Fundo Monetário Internacional (FMI) e o secretário do Tesouro, Timothy Geithner reiteraram esta semana que, se o tecto da dívida nos EUA não for aumentado pelo Congresso – de maioria republicana –, o país corre o risco de entrar em incumprimento em Agosto."

Daqui

Jim Morrison

Retornado

Este senhor, só pode ter estado emigrado, porque quem fala assim, com certeza não sabe o que o seu partido fez no anterior Governo...

Wimbledon

Novak Djokovic venceu hoje o Grande Slam de Wimbledon por 3-1 em sets, e tornou-se o primeiro tenista a ganhar este torneio desde 2002, sem ser Nadal ou Federer. O ténis tem um novo sucessor, digno desse nome!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

EDP

Há coisas que não entendo, e uma delas é esta, porque é que o Estado paga à EDP para ela cobrar a taxa de audiovisual? E porquê aumentar esse pagamento José Sócrates?

Portugal (II)

Depois de quarta-feira, temos hoje, não de forma tão visível, mas mais uma vez uma boa resposta dos mercados às medidas deste novo Governo, apresentadas ontem.