X

"Our loyalties must transend our race, our tribe, our class, and our nation; and this means we must develop a world perspective." - Martin Luther King Jr.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

...Um recomeço

É com muito gosto que vos apresento aquela que será a minha nova casa: http://osdehermes.wordpress.com/

A Officina Typographica de Hermes será um espaço de discussão política, económica e ,quando me apetecer, de outros temas. Espero que gostem e podem manter-se sempre actualizados acerca da mesma em https://www.facebook.com/OfficinaTypographicadeHermes

Obrigado por tudo!

sábado, 28 de julho de 2012

Para cada fim...

Como já devem ter reparado este blog tem estado inactivo, não só por algum comodismo, que as férias de Verão representam, mas também porque quero iniciar um novo blogue, com uma nova dinâmica e com um público mais alargado do que este blogue representa.

Fica então para a história perto de 700 posts, perto de 19000 visitas, 7 seguidores, top 5 blog do ano 2011 na categoria de actualidade política (individual) promovido pelo Aventar, e 3 anos de história e aprendizagem.

Oportunamente desvendarei aqui o novo blog, bem como a sua página do FB, a partir da qual o poderão seguir e opinar acerca do mesmo.

Obrigado a todos, para cada fim há um recomeço!

terça-feira, 12 de junho de 2012

terça-feira, 29 de maio de 2012

Estudo Internacional

Segundo um estudo, que envolveu 34 mil pessoas e investigadores de 24 países nos últimos 3 anos, trabalhar mais afecta negativamente as mulheres e as pessoas de esquerda.

Dois pontos para mim!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Em 2015 haverá menos uma polémica!

Temos verificado ao longo das últimas eleições, 2009, 2011, durante comícios do Partido Socialista, a presença de pessoas de várias origens, árabes, cidadão de leste, etc.

As críticas sempre foram duras, era apenas uma questão de imagem, para encher pavilhões e aumentar multidões.

Pelos vistos no distrito de Setúbal está-se a resolver o problema: "Em Alcochete houve inscrições em massa, com militantes transferidos ou inscritos de forma estranha e com nomes, em regra, de leste ou, aparentemente, de origem brasileira", diz o candidato à Federação Distrital do PS/Setúbal, Eduardo Cabrita.

O bom trabalho continua a ser feito, de uma crítica já se vão livrar, e já não precisam de os fazer desaparecer, os imigrantes são agora uma força do PS!

terça-feira, 8 de maio de 2012

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Vergonhoso

Sou claramente um Anti-Sócrates e sua Governação, mas é por razões como esta: "Governo socialista desbloqueou 38milhões de euros no último dia(20 de Junho de 2011) em funções quando se sabia que o PSD estava contra o projecto. Ex-governante (Emanuel dos Santos, Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento) que deu a a ordem garante ao SOL que a acção foi preventiva", que penso ter razão!

quarta-feira, 2 de maio de 2012

¡HALA MADRID!


Pingo Doce

Com a recente promoção do Pingo Doce, 50% nas compras a partir de 100€
http://www.tvi24.iol.pt/fotos/1/238057 Foto(30/33)

Verificou-se uma afluência enorme a esta cadeia de Hiper-Mercados, tendo ocorrido até mesmo desacatos, e alguns estabelecimentos a fecharem durante o dia para repor stock e todos acabaram por fechar mais cedo, às 18h., por razões de segurança.

Deixo aqui as seguintes perguntas, dúvidas que me surgem:

1ª- A questão mais pertinente, será esta jogada legal para com as outras superfícies?

2ª- Estará por trás desta campanha algum tipo de pressão sobre os fornecedores para manterem o fornecimento ao Pingo Doce?


3ª- Terá sido esta afluência a prova de que apesar dos tempos de crise somos uma sociedade extremamente consumista ou os tempos negros que nos assolam criaram a necessidade de aproveitar qualquer promoção que apareça?

4ª- Após tanto se falar em boicote ao Pingo Doce por manterem a sua rede de estabelecimentos aberta no 1º de Maio, questionando-se os direitos dos seus funcionários, e depois da campanha negra feita contra a Jerónimo Martins por ter passado o seu capital para uma subsidiária holandesa, pode-se dizer que as migalhas do capitalismo chegam para calar as bocas do povo?

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Sempre!

Estão obviamente de Parabéns, um Orgulho!


Parabéns também à judoca, Telma Monteiro, que hoje se sagrou campeã europeia!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Investimento de €90M da Nokia Siemens em PT

"Segundo o presidente da Nokia Siemens Networks para a Europa do Sul, Leste e Central, «a criação do novo centro vem reforçar o investimento contínuo» da tecnológica «em Portugal, apoiada pelo Governo português, com base no facto de o país oferecer uma excelente plataforma de talentos, bem como uma estrutura de custos competitiva»." - in Sol

Com base nos destaques, apenas dizer que, em Portugal há talento e este Governo tem feito algo para estimular IDE (Investimento Directo Estrangeiro).

(Negritos e Sublinhados da minha autoria)

25 de Abril!


terça-feira, 24 de abril de 2012

Miguel Portas

Um grande homem, um grande político, que lutava pelo acreditava!


Amanhã era também o seu dia, deve ser relembrado... Descansa em paz.

Precisamos de um novo 25 de Abril?

Deixo aqui a resposta de várias personalidades nacionais a esta pergunta na Visão.

Aproveito e deixo aqui a minha opinião:
Claramente não precisamos de um novo 25 de Abril!
Precisamos sim de tornar os agentes políticos mais responsáveis, o sistema político mais credível, tornar a justiça realmente justa, o Estado Social justo e consciente, precisamos de muita coisa! Mas estas coisas só aparecerão se todos nós aproveitarmos a liberdade, não só para dizermos ou fazermos o que nos apetece, mas para nos responsabilizar-mos pelos nossos actos, para agirmos na nossa sociedade, para aprendermos a fazer escolhas!
Porque eu acredito no livre-arbítrio!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Diz muito..

José Sócrates, Mário Lino e Paulo Campos homenageados na abertura das jornadas parlamentares do PS, e isto diz muito da actual situação deste partido...

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Custos com a saúde

Muito se critica a recente subida das taxas moderadores para alguns, mas ninguém olha para o lado da cura, nomeadamente dos medicamentos, que estão a atingir valores cada vez mais baixos.

Volto a dizer, prefiro pagar menos pela cura do que pelo diagnóstico e continuar a ter um sistema de saúde.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Ainda sobre a Parque Escolar... Tudo tem explicação

"A deputada Gabriela Canavilhas defendeu a existência de candeeiros de Siza Vieira em espaço escolar por se tratar de "um grande artista", acusando a maioria parlamentar de querer "nivelar por baixo"."

Face Oculta

«Era claramente uma questão de desorganização, descuido e não só... Tínhamos de visar uma intervenção profunda da área de resíduos», afirmou o presidente da REFER, Luís Pardal.

Sejam punidos por isso, a irresponsabilidade não é nem nunca será uma desculpa para a culpa! (Se é que foi só irresponsabilidade...)

Desabafo

Eu gosto muito de futebol, jogar e assistir e ,tal como eu erro, compreendo que os árbitros errem, somos humanos e "ninguém" erra intencionalmente.

Na passada segunda-feira o Sporting recebeu e bateu o Benfica por 1-0, tornando assim o título como uma miragem para o clube da Luz. Gostei de ver o meu Sporting jogar, após uns minutos iniciais meio atabalhoados, acabou por levar a melhor e ser a única equipa a querer levar os 3 pontos.
Este resultado deveu-se a 3 factores, garra e atitude do meu clube, fraca capacidade técnica de Jorge Jesus e um árbitro fraco a errar desde o primeiro minuto.

O primeiro factor não necessita de explicação, por isso vou passar aos outros dois.

Fraca capacidade técnica de JJ porque?

1º- JJ é um treinador birrinhas, o ano passado com Roberto na baliza por demasiado tempo, este ano com a insistência em manter Emerson no lado esquerdo da defesa encarnada, de longe o jogador mais fraco que tem vindo a completar os 11's do Benfica, tendo como opção no banco um jogador com a enorme experiência de Capdevilla que mesmo sem ritmo de jogo tem-se mostrado o verdadeiro merecedor do lado esquerdo quando chamado a intervir, tendo sido titular nas últimas duas partidas contra Braga e Chelsea.

2º-JJ é um treinador medricas, até poucos dias antes do derby tinha todos os centrais condicionados, tendo até apostado em Emerson no centro da defesa contra o Chelsea, que fez um jogo sem nada a apontar, bem melhor do que tem praticado a lateral, preferiu apostar em Garay, que vinha de lesão, sem ritmo de jogo, para fazer dupla com Luisão e voltar a colocar Emerson na esquerda. sabendo que o avançado do Sporting é algo inexperiente e não é nenhum fora de série, como se viu pelos inúmeros golos falhados pelo mesmo, julgo que não era nenhum crime jogar com Maxi, Luisão, Emerson e Capdevilla.

3º- JJ nas substituições, mostrou ao intervalo que queria entrar disposto a arriscar para ganhar, fez entrar Djálo, a meu ver muito fraco, uma nulidade (tentei estar atento ao avançado e perdeu 2 ou 3 bolas a tentar furar a defesa, acertou 2 em 6 passes e teve oportunidade para marcar, mas não conseguiu acertar com a baliza), mas um jogador rápido que podia causar estragos na defesa, tirou Rodrigo que não estava nos seus dias (um pouco culpa de JJ que algumas vezes o encostou quando ele mostrava que cada vez mais merecia um lugar de destaque no 11), e puxou Bruno César para 2º avançado e colocou Djálo a extremo.
Bruno César deixou de se ver na 2ª parte, mas JJ não o entendeu para sair e preferiu atulhar o ataque, e tirou Javi para entrar N. Oliveira aos 62min., Javi estava a fazer um mau jogo, podia ter sido expulso mas o meio campo do Benfica acabou aí por perder a sua consistência.

Estas minhas opiniões podem causar discórdia, mas são apenas as minhas opiniões.

O 3º factor, a arbitragem. Artur Soares Dias falhou, e começou logo no primeiro minuto ao não assinalar um penalty por uma entrada de Polga sobre Gaitán dentro da área, a meu ver claríssima. Falhou também ao parar o jogo numa entrada de Schaars sobre Witsel no meio do meio campo benfiquista quando o Benfica seguia com a bola controlada sem ter mostrado amarelo ao holandês. Julgo também que J. Pereira não poderia ter acabado o jogo sem ver o cartão vermelho pelas inúmeras entradas maldosas que fez. O Benfica começou a ser prejudicado por ver alguns jogadores da sua equipa amarelados e o mesmo não acontecer ao Sporting, porém Javi tinha de ver o 2º amarelo, Bruno César também teve uma entrada dura, Ínsua também merecia cartão pela entrada inicial.

Quanto ao penalty do Sporting, julgo ser justo, os jogadores vão em velocidade e quando o avançado holandês roda sobre Luisão, o defesa mete a mão no pescoço do avançado, do lado onde está o árbitro e este cai na área, o árbitro tem de assinalar penalty. Quanto ao penalty que os benfiquistas reclamam de Izmailov sobre Luisão, julgo que não têm razão, os jogadores estão como sempre a tentar ganhar posição no canto e Luisão acaba a empurrar Izmailov, lance idêntico ao de Garay quando ainda na primeira parte da um toque nas costas de Wolfswinkel e este cai na área.

Foi com orgulho que vi o meu Sporting a lutar pelos 3 pontos, mas com tristeza que vi a sua boa exibição manchada por uma péssima arbitragem, há quem não queira elementos electrónicos no futebol para não estragar o espectáculo, mas estas arbitragens não estragam o espectáculo?

Ainda hoje saiu a notícia que o árbitro assistente nomeado para o Sporting-Marítimo para a Taça de Portugal, José Cardinal, teria recebido um depósito na sua conta de 2000€ em notas depositados num banco na Madeira, são actos deste que deterioram o desporto rei em Portugal e as suas equipas.

Por fim uma última curiosidade, que acabei de ler no site da LFPF, na lei do jogo nº12- agarrar um adversário: "Se um defensor começa a agarrar um atacante fora da área de grande penalidade e prossegue a sua acção para o interior da área, o árbitro deve conceder um pontapé de grande penalidade."
Nunca pensei que assim fosse, será que se o empurrar de dentro até fora da área, assinala pontapé livre fora da área? Se assim for não há penalty contra o Sporting...

Sporting e Benfica, unam-se para bem do futebol português, temos de ser mais ambiciosos!

Não há nada que se possa fazer?!

Fonte: Jornal i, de 10 de Abril de 2012


terça-feira, 10 de abril de 2012

quarta-feira, 4 de abril de 2012

É tudo à Grande!

Mário Soares, no "seu" Mercedes Benz S350 4Matic, conduzido pelo "seu" motorista particular, foi apanhado a 199km/h na A8.

Já todos sabíamos quem ia pagar a multa, tal como Mário Soares afirmou: "O Estado é que vai pagar a multa!"

Parque Escolar

Finalmente alguém (responsável pela mesma) admitiu o que muitos continuam a negar, um descalabro nas contas!

terça-feira, 3 de abril de 2012

PS sem "PS"

O PS perdeu hoje Pedro Nuno Santos na sua bancada, um dos vice-presidentes da mesma alegou motivos pessoais, ao invés dos seus colegas que dizem tratar-se de divergências políticas quanto ao orçamento.

Uma oposição/partido cada vez mais partido.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Primeiro Orçamento Rectificativo 2012

Fica aqui para os interessados a versão pdf.

Sondagem

O Programa de Relançamento do Serviço Público de Emprego deve incidir maioritariamente sobre:


Incentivos à contratação
  3 (27%)
Mecanismos que visam a atracção de investimento interno e externo
  1 (9%)
Formação dos desempregados
  2 (18%)
Financiamento de startups e apoio à internacionalização de microempresas
  5 (45%)


Aqui ficam os resultados da Sondagem, obrigado a todos!

terça-feira, 27 de março de 2012

Nota da Champions

Hoje joga Benfica vs. Chelsea e APOEL vs. Real Madrid, apoio o Benfica e o Real, mas tenho pena que só o Benfica não tenha portugueses no onze inicial...

Provas finais de 4º ano

Foi em 2000/01 que o Governo Guterres lançou as provas de aferição no 4º ano a Matemática e Português, o que fez de mim um dos primeiros felizes contemplados nessa invenção.
Para que serviam?  Para se perceber se os alunos apreenderam os conhecimentos desejáveis a estas duas disciplinas de forma a transitarem para o 2º Ciclo, e no fundo avaliava de certa forma os professores, as suas competências, as suas lacunas, as escolas, etc.

Teoricamente óbvio! Porquê? Era o primeiro "exame" de uma vida para qualquer aluno, ninguém pressionava muito, pois os resultados eram meramente estatísticos, não se assinava, logo não haveria problema nenhum em falhar. Então trabalhar para que? Para a escola? Com 10 anos não vejo ninguém preocupado com o futuro da escola até porque se vai sair dela.

Em suma, o Governo da altura lançou para as escolas provas não de aferição mas sim provas para manter os professores mais uns tempos ocupados a corrigi-las, estatísticos a tentar criar estatísticas onde não as há e decisores a tentar decidir sobre factos sem validade alguma.

Hoje lançou-se na revisão da estrutura curricular do ensino básico e secundário, elaborada pelo Ministério da Educação, provas finais para os alunos do 4º ano, a partir de 2012/13, cujos resultados valerão 30% na classificação do aluno, no final do ano lectivo. Para que servem então? Para começar desde cedo a preparar os alunos para a pressão de um exame e para certificar que todos os alunos são, de certa forma, avaliados de forma igualitária, tornando mais difícil a sua transição caso não tenham adquirido as competências mínimas, pois muito se vê no 2º/3º ciclos e Secundário, alunos a reprovar, não pela dificuldade do ano que frequentam, mas pelas bases que trazem de anos anteriores. Num mercado cada vez mais competitivo o ensino tem de ser cada vez mais, não só, eficiente, mas também, selectivo.

Eu acho uma excelente medida, procurar tornar os alunos mais sérios, agora falta o outro lado da barricada...

P.S. está em desacordo com a medida, dantes é que era bom!

Good News

Os juros da dívida pública nacional baixam em todos os períodos, chegando a taxa a dois anos a descer abaixo dos 10%, atingido o valor mais baixo desde Abril de 2011, antes do pedido de resgate.

O caminho seguido pode ser motivo de discórdia, pode ter muitas lacunas, mas surgem resultados positivos que os mais ferozes críticos não procuram comentar...

segunda-feira, 26 de março de 2012

Obrigam-me a concordar

«Deixamos o desafio ao PSD e ao CDS (…) para que a existir o inquérito parlamentar ele seja alargado a todas as PPP, seja do sector rodoviário, energia, saúde», entre outras, disse Luís Fazenda, líder parlamentar bloquista em conferência de imprensa em Lisboa. - in Sol

Portugal Economy

Fica aqui um site, ainda na sua versão Beta, sobre a economia portuguesa: http://www.portugaleconomyprobe.com/

2012 em análise

À semelhança do que tenho vindo a fazer, deixo aqui o Boletim Estatístico do Banco de Portugal referente a Marçpo de 2012, com o intuito de uma avaliação contínua, da evolução económico-financeira do ANO das nossas vidas.

XXXIV Congresso do PSD

Decorreu durante este fim-de-semana, no Pavilhão Atlântico em Lisboa, o XXXIV Congresso do PSD, com o slogan "Um Partido de Causas".

Quero neste post destacar algumas das principais frases do Congresso:

Pedro Passos Coelho: "Não chega dominar o défice. Temos de criar todas as condições para que o País faça as transformações necessárias para poder voltar a crescer no futuro”. Isso significa cumprir com a agenda de transformação estrutural”.

Marcelo Rebelo de Sousa: “Mesmo que a economia comece a dar a volta, os problemas sociais têm que estar na primeira linha da vida política portuguesa”.

Paulo Rangel: "Julgo que este programa não vai ter críticas, julgo que foi muito debatido e a versão final é francamente moderna, portanto julgo que neste momento o PSD sai deste Congresso com um programa do século XXI, coisa que mais nenhum partido tem".

Alberto João Jardim: "Podemos pensar o que pensemos, podemos ter as ideias que tenhamos, mas podem contar comigo, e penso que com todos os militantes, que sentem que este é o momento, como nunca, como nunca, de um por todos e de todos por um".    (...)    "É preciso explicar às pessoas que ser de um partido não é uma perda de liberdade individual, pelo contrário, querem melhor exemplo do que eu, que por fazer parte de um partido nunca perdeu a liberdade individual?"

sábado, 24 de março de 2012

quarta-feira, 21 de março de 2012

De uma coisa tenho a certeza

Por muito mal que as hostes socialistas, comunistas e bloquistas digam do actual Governo, o recorde de inquéritos-crime abertos pela PGR contra Ministros não vai bater o do anterior Governo...

Mas está a dizer alguma mentira?

O presidente executivo da Galp, Ferreira de Oliveira, defendeu hoje que o mercado dos combustíveis é "de uma transparência inigualável em relação a outros sectores da economia", rejeitando, enquanto cidadão, a possibilidade de redução dos impostos sobre os combustíveis.
"O mercado dos combustíveis funciona há muito tempo no mundo e, no nosso país, há mais de uma década num contexto de total liberalização. O mercado não será perfeito, mas está muito próximo de ser perfeito", afirmou hoje o presidente da petrolífera, à margem da entrega de prémios a projectos de eficiência no âmbito do programa Galp 20-20-20, em Lisboa. - in Diário Económico

Claro que não! Só não se percebe porque ninguém faz nada quando está à vista de todos...

SEE

Oiço muitas vezes dizer-se que o Estado está a querer privatizar as empresas públicas que dão lucros, etc etc.
Como se pode ver, assim é fácil por empresas a lucrar, connosco a pagar!
Mas isso é fácil de perceber a razão destas afirmações, quando saem notícias como esta: "Lucro da RTP sobe 25% para €18,9 Milhões em 2011."

É que ler as notícias dá trabalho, leia-se no fim: "Com o pagamento do empréstimo ao banco alemão DEPFA, o passivo bancário reduziu-se significativamente e é agora de 171,9 milhões. Ao capitais próprios acompanharam esta evolução e são de 124,6 milhões negativos."


E quem é que paga este empréstimo ao DEPFA? "O Estado português já injectou na RTP, este ano, um total de 348,3 milhões de euros, de acordo com o Boletim de Execução Orçamental."  


Como se pode ver, assim é fácil por empresas a lucrar, connosco a pagar!

Deplorável

"O Conselho Nacional do PSD propõe que os condenados em 1ª instância a pena de prisão igual ou superior a três anos não possam ocupar cargos partidários." - in Diário Económico

Acho que nem vale a pena acrescentar nada, pois esta frase revela bem o quão nojenta esta proposta é!

segunda-feira, 19 de março de 2012

...

Não são as equipas que tornam a Liga mais ou menos forte, são as arbitragens...

Dia do Pai

Apesar de todas as vertentes comerciais que estes dias têm, e de não serem precisas "desculpas" para se dizer a alguém quanto se gosta dessa pessoa, estes dias são sempre dias especiais! Feliz dia do pai, Pai!

sexta-feira, 16 de março de 2012

Será verdade?

Depois de tudo o que foi dito, a Lusoponte diz que vai devolver os €4,4 Milhões ao Estado com 6,3% de juros...

terça-feira, 13 de março de 2012

Um especial agradecimento

Morreu um grande homem, Frank Sherwood Rowland, graças a ele uma grande oportunidade foi dada às gerações futuras, graças a ele o futuro prolongou-se!

segunda-feira, 12 de março de 2012

No "outro lado" da Europa

Os suíços recusaram o referendo que lhes aumentava as férias de 4 para 6 semanas anuais.
Esta era uma proposta apoiada por sindicatos e pela esquerda, com a oposição da direita e dos patrões.

Cá o resultado não era este certamente, mas há muita coisa que também não é igual...

Mais um estocada na esquerda política.

quinta-feira, 8 de março de 2012

8 de Março

Feliz dia para todas as mulheres!

TAP (I)

Segundo o Governo a excepção feita à TAP, dando como "desculpa" a competitividade do mercado em que se insere, podia aplicar-se a mais 7 empresas: CGD, RTP, Empordef, CTT, ANA, AdP e CP Carga.

Vamos ver um exemplo simples, os professores do ensino superior são avaliados por pares estrangeiros, através dos artigos que publicam em revistas da área. Vão-me dizer então que não há competitividade aqui?

Onde é que não há competitividade hoje em dia? Há coisas...

Coisas engraçadas (I)

António José Seguro desafiou o Primeiro Ministro para um debate público durante um debate público...

quarta-feira, 7 de março de 2012

Coisas engraçadas

Soares dos Santos diz que o Governo deve usar os nossos impostos a nosso favor e não em medidas populistas, que não temos ambição...

Eu pergunto-lhe: Sente-se satisfeito por ter trocado Portugal pela Holanda? Acha que os seus impostos, nomeadamente da sua empresa, estão a ter uma melhor aplicabilidade?

Eu juro que não estou a fazer de propósito

Mas hoje só me aparecem boas recordações de Sócrates na comunicação social.

Veja-se mais um caso: João Bilhim, o antigo responsável pelo PRACE do Governo de José Sócrates, vai liderar a nova comissão de selecção e recrutamento dos dirigentes da Adm. Pública, deixando os mesmos de ser escolhidos passando a haver um concurso.

Mais uma vez o actual presidente do ISCSP tenta mudar de alguma forma o enorme polvo que é o actual sistema político, depois de se ter mostrado desiludido com a aplicação e os resultados do PRACE pelo Governo de Sócrates.

PPPs da Saúde

A Parque Escolar pode ter tido uma grande derrapagem, mas as PPPs da saúde não ficaram atrás.

Veja-se!

As gerações futuras agradecem... E eu também!

TAP

"Fonte do Ministério das Finanças, justificou a decisão o facto de se tratar de "uma empresa em concorrência e que está em fase de privatização"." - In Expresso


Gostava de me dissessem quais não são.

Parque Escolar

Os custos das obras nas escolas romperam os 400% acima do previsto.

Sócrates mais uma vez não é culpado...

Na Islândia é que são maus, a julgar ex-primeiros ministros...

Petição pela demissão de Cavaco entregue hoje no Parlamento.

E assim se perde o tempo na AR...

Há coisas que nunca mudam... (I)

O PCP apela à greve, em vez de procurar soluções credíveis para alterar a actual situação do emprego em Portugal, pensava eu que eles eram um partido e não um sindicato.

terça-feira, 6 de março de 2012

Há coisas que nunca mudam...

O PCP foi quase o único sindicato que não se comprometeu com o acordo com o Ministério da Educação e da Ciência sobre o novo regulamento de recrutamento de docentes... Ups, a FENPROF!

segunda-feira, 5 de março de 2012

sexta-feira, 2 de março de 2012

Autarcas maravilha

Um quinto dos municípios portugueses encontra-se em falência técnica e 3 em cada 4 autarquias não tem dinheiro para pagar as suas dívidas, mas para eles continua tudo sobre rodas...

Deixo aqui o anuário dos mesmos em 2010. http://pt.calameo.com/read/0003249816b2f96adb5b6

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Paul Krugman

Deixo aqui uma entrevista e um artigo de opinião de Paul Krugman que achei bastante interessantes e aconselho a sua leitura.

Boas notícias

Foi aprovada a tranche de €14,6 milhões a Portugal pela Troika, eu posso não acreditar que com as actuais condições de pagamento muitos sobrevivamos, ou que seja uma ajuda correcta, porém sei que sozinhos não sobreviveremos, e é com orgulho que vejo, que ao contrário de anteriores Governos, este cumpre!

Ignorância?!

Respondendo ao José Meireles Graça do Forte Apache e ao Henrique Raposo do Expresso, se Portugal fosse só as aldeias de: Mouriscas e Pego (ambas a sul de Coimbra), os nossos problemas desapareceriam todos, fiquem com o vosso Norte, que foram pessoas como vós que nos deixaram assim!

E agora ninguém agradece?

A Cimpor vai continuar em Portugal, apesar da subida de impostos.

Podemos pensar que do ponto de vista da empresa é uma má decisão visto que o objectivo de toda e qualquer empresa é maximizar os seus lucros.
Mas uma empresa instalada há muitos anos em Portugal, das maiores empresas nacionais, com cerca de mil colaboradores actualmente, sabe que não é mudar a sua sede que a vai tornar mais competitiva, mas sim manter-se no seu país a contribuir para que ele não se afunde de vez e não perca todos os seus colaboradores internos que "morreriam" com o afundar de Portugal.

Para aqueles que defendiam a Jerónimo Martins, deviam ser vós a pagar a diferença de impostas paga pela empresa ao Estado antes e depois de se sediar na Holanda.
Aos restantes, acho que faz todo o sentido o agradecimento à Cimpor por não desistir do seu país.

E será que o Porto ainda vai a tempo de descer?

Boavista regressa à I Liga por decisão do tribunal!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Tristes notícias


Mação voltou a ser notícias, durante este fim-de-semana, nos telejornais, uma vez mais pelos piores motivos, atacado por um incêndio que cobriu de cinza cerca de 200 hectares!
Eu odeio o tempo cinzento, o frio e a chuva, mas odeio ainda mais uma terra cinzenta, espero que chova muito em breve!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Devo dizê-lo

Quando vi esta notícia, pensei: "Lá vem esta outra vez...".

Mas após ler a notícia devo dizer que, é por estas e por outras que continuo a acreditar na classe política. Existem pessoas boas e pessoas más em todo o lado, mas ao contrário de muito boa gente, que só sabe criticar e caso fossem sujeitos a uma operação não punham os pés no trabalho meses se fosse possível, e esta deputada operada na quinta-feira foi hoje à Assembleia apresentar a sua declaração de voto, quando de certeza podia ter ficado em casa!

Sempre empenhada e lutadora nas suas crenças e valores, são pessoas destas que são precisas, é por pessoas assim que acredito!

Para ir acompanhando

Deixo aqui um novo blog, de amigos, sobre futebol, que desde já aconselho, vão acompanhando!

http://cronicadesportiva.blogspot.com/

Festival da Lampreia em Mação!

Começa hoje em Mação!


Para todos os apreciadores, apareçam! Mais info em http://www.cm-macao.pt/pt/71fc1a7d-9b9c-4456-9eb2-db67057d8fad.htm

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Destaques

  • Com antecedência, fico bastante aliviado, por saber que, em 2013 não haverá tolerância de ponto no Carnaval!
  • Rui Vilar e Luís Palha, dois social-democratas, vão para a administração da REN, já privatizada pergunto se não haverá ninguém a tentar atirar pedras e a chamar-lhes boys?
  • A State Grid, empresa que adquiriu recentemente 25% do capital da REN, vai investir €12 milhões na instalação de um centro de investigação e desenvolvimento em Portugal. Bom trabalho o que este Governo está a fazer no capítulo das privatizações!
  • Aconselho a leitura do Editorial da Revista Sábado!
  • A economia portuguesa recuará 3,3% em 2012, são as novas previsões, ao contrário dos 3% inscritos no orçamento. Com medidas tão duras é bom sinal regredirmos "tão pouco"...

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

In Limbo

É aí que está Portugal, numa União Europeia dividida pelo Euro. De um lado Inglaterra do outro Alemanha e França.

A Alemanha pretende manter o Euro, pagando o mínimo para que tal aconteça, e levando todas as suas decisões inevitáveis até ao limite máximo de tempo possível.
Portugal, cumpridor, tem visto as melhorias no seu pacote de ajuda externa serem adiadas constantemente apesar da sua inevitabilidade, um pacote controlado pela Alemanha e sem demarcação possível.

Do outro lado a Inglaterra insatisfeita com as medidas tomadas na Zona Euro, com o rumo da Europa, tenta demarcar-se e leva consigo alguns aliados, como é exemplo a Itália, através de um plano de crescimento europeu, contando com aqueles que ainda têm autonomia para o fazer.

Portugal não foi chamado a assinar o manifesto, pois está alinhado com Merkel, A. José Seguro critica o facto de Portugal não assinar o manifesto, mas que pode o nosso Governo fazer? Não é fulcral alargar prazos e baixar juros? Claro que é, prova disso foi o PS ter pedido recentemente à Troika que nos desse mais tempo!
Então que fazer nesta Europa partida?

Transportes públicos

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Histórias de encantar

O Eurogrupo aprovou o segundo pacote de ajuda à Grécia, prevê-se que com isso os juros do empréstimo a Portugal voltem a descer, óptimas notícias para Portugal.
Mas o PS quer virar as costas a tudo e a todos, não quer reunir antes do plenário com o PSD para discutir a reforma administrativa autárquica, demarca-se da Troika para poder criticar tudo e todos, enfim, foge aos seus deveres enquanto oposição.
Vindo de um partido que enquanto governo dava cartões de crédito com plafond mensal de €10 mil aos seus ministros e ajudantes, não se pode esperar mais.

Boa leitura

Editorial, Jornal i

Piadolas

Os sindicatos são de tal forma incoerentes, que criticam o Governo por não conceder tolerância de ponto no Carnaval, e depois mobilizam o seu pessoal a trabalhar em prol do sindicato, ficando em casa!

Qual a sua finalidade?

Os Verdes querem tornar o Carnaval um feriado obrigatório.

Após a enorme dificuldade na extinção de feriados, este partido com assento parlamentar quer criar mais um.
Incompreensível!

Intervenção


Deixo aqui uma das minhas intervenções no I Congresso Regional da JSD Santarém, apesar de algum nervosismo, julgo que consegui tocar de forma perceptível nos pontos que considero importantes a debater actualmente.

Eu acredito!

Seguro não se conteve nos elogios a António Costa, dando-o como um exemplo para o Governo em todos os aspectos. Claro que considero António Costa uma pessoa cheia de qualidades, mas tal como todos, também tem os seus defeitos! 

Uma pessoa que ainda hoje sofre inúmeras críticas dos seus tempos de ministro, uma pessoa que não é capaz de inverter a tendência dos restantes municípios portugueses, com uma despesa gigante, não pode ser uma pessoa, perante a qual nos ajoelhamos apenas porque que pensou rápido a sua reforma do mapa administrativo, depois de sabidas as suas lacunas!

Passos Coelho também tem defeitos, mas uma coisa é certa, é por estas e por outras que eu continuo a acreditar nele e na sua política, e não sinto que seja alguém como António Costa, uma pessoa mais capaz.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

2012 em análise

Deixo aqui o Boletim Estatístico do Banco de Portugal referente a Fevereiro de 2012, com o intuito de uma avaliação contínua, da evolução económico-financeira do ANO das nossas vidas.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Conservadorismo/Estupidez?

"clérigo português surge em duas entrevistas a defender que o Governo deveria apoiar mais as famílias, para que a mulher pudesse ficar em casa e “aplicar-se naquilo em que a sua função é essencial, a educação dos filhos”." in Público

A minha vida muda...

Portugal não!

A CGTP em greves.
A comunicação social a denegrir o meu Sporting.
O desemprego em altas.
E a Troika a trabalhar enquanto Portugal anda a jogar ao Carnaval...

Sempre o mesmo Portugal, mudam-se os tempos, mantêm-se as novidades.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

PPPs

"Derrapagem de 280 milhões com as parcerias público-privadas"


Em 2011
fonte: Sol


Mais palavras para quê?

Sucesso!

Portugal voltou hoje aos mercados, os juros voltaram a descer. A grande novidade foi a dívida a 12 meses colocada nos mercados, em que a procura duplicou a oferta!

Mais um grande passo para 2014/2015!

De Luto.

Em 7755 dias de vida, felizmente, nunca perdi ninguém, realmente próximo de mim. Infelizmente, o 7756º foi o dia.

Mentalmente preparado, espiritualmente divagante e apreensivo, fui encarar o pior acto da peça da tua Vida. Atingido por esclerose lateral amiotrófica, com um peso já não superior ao dos comoventes subnutridos africanos, e 83 anos de idade, partiste.

Militar de corpo e alma, de profissão e de vida, regrado, disciplinado, recto, correcto, justo, rígido, devoto, (...), Avô!

Não merecias este último sofrimento e o teu último suspiro foi o teu momento de redenção. A mim hoje dói-me, amanhã não vai passar...

Mas, tal como tu, não vou parar nem desistir nunca, e jamais esquecer a frase que ouvi dezenas de vezes "Estuda, estás a trabalhar para ti!", porque tu "trabalhaste" para nós, para sermos como somos, e sei que graças a ti temos asas para sermos brilhantes!

Nós tomamos conta da Avó, não te preocupes...
Até amanhã.

Questiono-me

António José Seguro disse que, se estivesse no Governo, também aplicaria medidas de austeridade (como se fosse evitável...), mas que as aplicaria que forma mais branda, pois este Governo aplicou-as com tal brutalidade que até vai haver excedente no défice de 2011 em relação ao acordado...

Pergunto-me, onde está essa brutalidade?

A transferência do fundo de pensões da Caixa não foi o verdadeiro factor?
Deveríamos continuar a rodar edifícios e terrenos entre Governo e Institutos Públicos?

Se as medidas em 2011 excederam a dose, em 2012, acabámos de matar o doente!
Se deviam ser mais brandas e de forma mais contínua? Deviam, e os prazos e as metas não deviam? Somos uma União ou a periferia de uma hegemonia?

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Regras?

Numa folha de papel afixada numa parede da sala de imprensa do Conselho de Ministros Europeu explicam-se as 13 regras gerais em aplicação. O ponto número seis refere que os jornalistas que efectuam a gravação dessas ocasiões devem garantir que as câmaras captam apenas o som ambiente e não as conversas entre os ministros. E explicita que, caso as conversas sejam gravadas, as mesmas não podem ser difundidas.

Conversas paralelas

Entre os Ministros das Finanças português e alemão, boas ou más notícias para Portugal?

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

FTS

Licenciado em Economia na Univ. do Porto. PhD em Economia pela Universidade da Carolina do Sul, dissertação do doutoramento sobre "Three Essays on Portuguese Monetary Economics".
Professor de Economia, ex-Ministro das Finanças.

2010

Admitiu que o risco de Portugal pedir ajuda externa era bastante elevado, mas sempre colocou de parte quaisquer conversações com a UE. Colocou na fasquia dos 7% a taxa de juro máxima para Portugal pedir ajuda externa. Valor que veio a ser atingido em Novembro desse ano, como se pode ver no gráfico, sendo a ajuda pedida apenas a 6 de Abril de 2011 com as taxas de juro da dívida a 10 anos a rondar os 8,5%.

2011

Em Janeiro voltou a afirmar que não existia necessidade de pedir ajuda externa, já as taxas de juros estavam nos 7,11%, dando o défice inferior aos 7,3% acordados como a razão para tal, acabando depois por se confirmar que o défice de 2010 tinha ficado nos 8,6%.
Em Março, veio a público dizer que Portugal foi empurrado para o abismo pela irresponsabilidade de quem rejeitou o PEC IV, a oposição, situação que poderia ter sido evitada. Disse ainda que as taxas de juro suportadas na altura eram insustentáveis para o país.
Só um mês depois pediu assistência para o país.


2012

Confirma que o OE2012 dificilmente poderia ser menos apertado, e que o crescimento económico está no tecido empresarial e não no orçamento. Confessa também que desde Novembro de 2010 via a ajuda externa como inevitável apesar de tudo o que declarou posteriormente. Vê o OE2012 e o memorando como boas armas para atingir os objectivos delineados, e para reerguer Portugal, mas que é necessária uma boa resposta europeia para que tudo resulte.
Vê com muito bons olhos o processo de privatizações, como uma  boa oportunidade para Portugal.

Comentário Final:

Fácil de reconhecer, Fernando Teixeira dos Santos, uma pessoa completamente diferente, com ideias diferentes das que aplicou, admitindo os seus erros e fracassos.
Na minha opinião não é a mesma pessoa, ou apenas já não é controlado por outra pessoa...

Boas notícias!

  1. O risco das obrigações do tesouro tem caído a pique neste mês de Fevereiro! Óptimas notícias visto que é no período a 10 anos que tal tem mais impacto, excelente passo dado para voltarmos ao mercados no fim da ajuda externa.
  2. O nosso défice comercial tem caído a pique, no final de 2011, 79,5% das importações eram pagas pelas exportações, um indicador muito bom, que deve deixar todos satisfeitos, pois sem dúvida que este foi o plano escolhido pelo Governo para reerguer Portugal e está a surtir efeito, resta analisar o comportamento das restantes variáveis.
  3. Os gestores públicos da TAP, CGD, CTT, RTP e Empordef não serão abrangidos pelas limitações salariais impostas aos gestores de institutos públicos. Destaco esta notícia porque tenho vindo desde sempre a defender que se queremos um Sector Empresarial do Estado com qualidade, eficiente e competitivo, devemos ter os melhores, devemos competir pelos gestores com o privado, e não é com salários de 5000€ que isso é possível! Excelente notícia a meu ver, demonstra ponderação da parte do Governo ao pensar nos vários casos existentes nas suas empresas e não nelas como um todo!

Quem não pensou no futuro não pode querer milagres!

Os jovens são por condição solidários? Em Portugal pelos vistos já não é assim!, in Público

Não podia concordar mais!

Fiquem lá com a tolerância de ponto (e não se esqueçam da tanguinha), por Henrique Raposo.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

CS a comparar o incomparável!

O executivo irlandês, ao contrário do Governo português, promove a imigração de quadros qualificados para o seu país, introduzindo uma redução fiscal de 30% para quem ganhe mais de 75 mil/€ ao ano.

A comunicação social insiste em fazer estas comparações, procurando aumentar o conflito e o descontentamento entre a população.

É impossível comparar Portugal e Irlanda, tal como, é impossível tomar a mesma "receita" nas duas economias.
O "Tigre Celta" era antes da crise um país com  taxa de crescimento superior à da UE, taxa de tributação das empresas reduzida, a taxa das multinacionais sediadas na Irlanda era cerca de 4%, o seu défice em 2007 era 0% e o desemprego rondava a mesma taxa.

Estão na cara as diferenças entre os dois países, não vale a pena fazer comparações, até porque os portugueses não gostam de pessoas que ganhem tanto dinheiro num ano e Portugal não tem empresas suficientes para acolher a mão de obra altamente qualificada formada cá, quanto mais a de fora.

Ainda há hipóteses...

De ganhar um título!
Já só falta 1 joguinho e marcar mais golos que a Académica! 


Vamos SPORTING!

Destaques!

  • Os ganhos da bolsa nos últimos 3 dias já superaram os prejuízos de 2011!
  • Os computadores portáteis afectam a fertilidade dos homens... (Acho que vou adquirir um iPad!)
  • A Secretária de Estado da Saúde Francesa aconselhou os  sem-abrigo a não saírem de casa com este frio... (?!?!?!?!?)
  • O PCP tá farto de (dizer) asneiras, porra!
  • O actual ambiente na Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) é uma bomba-relógio, mais um poço de merd* português!
  • O grandioso Estado Social que tínhamos em 2010, em Portugal, levou a um aumento, para 25% dos portugueses a estarem ameaçados de pobreza ou exclusão social.
  • O número de alunos a desistir do Ensino Superior diminui em relação ao ano lectivo anterior, e o valor médio das bolsas aumentou.

My life, your life, our life..

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Mudança

Os titulares de cargos públicos já deixaram de receber avenças na RTP e RDP. Até agora nenhum comentador se mostrou indisponível para continuar a prestar os seus serviços!

Contas públicas

O Governo Sócrates vendeu inúmeros edifícios à Estamo para de seguida os alugar.

Que jogo foi este?

Um exemplo: o Governo vendeu, em 2008, o Estabelecimento Prisional de Lisboa e a prisão de Pinheiro da Cruz. O primeiro foi vendido por €62,2 milhões e a segunda por €81 milhões. A renda mensal do primeiro é de €220 mil, logo, €2640 mil anuais, uma situação que nos deixaria saldo positivo durante quase 30 anos, mais um lançar de contas para as gerações vindouras. Pena que o Estado já deve 19 milhões em indemnizações à Estamo, o que reduz para 20 anos de saldo positivo.

Mas supondo que o EPL é o maior e mais caro edifício prisional vendido em 2008, e sabendo que nestes 4 anos o governo já gastou em rendas de estabelecimentos prisionais cerca de €24 milhões, nem quero imaginar os negócios que foram feitos, nem o que eu e muitos vamos ter de continuar a pagar. (Valores, fonte: jornal i)

Este foi o jogo grego, mas à portuguesa e em menor escala.

Diário Desportivo

Sinto-me envergonhado porque pela primeira vez, Frederico Gil, ganhou um torneio ATP e os jornais desportivos mais lidos de Portugal (e os menos lidos) não deram conta desse acontecimento! (Escrito no dia 7/2/2012 pelas 14:20h)

Vina del Mar, Chile, 06 fev (Lusa) -- O tenista português Frederico Gil conquistou domingo o primeiro título ATP da carreira, ao ganhar o torneio de pares de Vina del Mar, no Chile. 

Ao lado do espanhol Daniel Gimeno-Traver, Gil superiorizou-se à dupla formada pelo também espanhol Pablo Andujar e o argentino Carlos Berlocq, por 1-6, 7-5 e 12-10, ao cabo de 1:22 horas. 

"Ambos estivemos bem esta semana e estou contente com a forma como estou a jogar. Sinto-me muito feliz porque ganhámos o nosso primeiro título ATP. Foi uma excelente semana e vou continuar a trabalhar para o próximo torneio", prometeu Frederico Gil, citado pela sua assessoria de imprensa. 


Um país onde só o futebol, a NBA, os grands slams, os grandes prémios, os tours, etc. é que contam, é um país sem cultura desportiva.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Tristes notícias

Muitas crianças iranianas vão ver a sua infância um pouco mais vazia e incompleta, depois da Barbie, os Simpsons vão ser banidos do país...

O médio internacional português, Danny, estrela do Zenit na liga russa, lesionou-se gravemente e vai falhar o Euro-2012.

Os campos de golfe do Algarve bateram o recorde de um milhão de voltas vendidas, uma pena só o ano passado este bem de luxo tenha começado a ser taxado a uma taxa de IVA de 23%.


O Ministro da Economia grego admitiu não ter lido o memorando da Troika, é triste mas é verdade!

portugal PORTUGAL!

O Eurostat lançou o novo indicador trimestral da dívida pública dos países, o resultado de Portugal foi uma dívida superior a 110% do PIB no fim de Setembro, começaram as críticas!

É impressionante ver do lado socialista críticas a estes valores, por duas razões:

1ª- Foi o Governo Socialista o primeiro na nossa história a romper o tecto de endividamento estipulado de 60% do PIB, e a chegar aos 100%, sem investimentos que sustentem tamanho aumento!

2ª- Este aumento de dívida pública no terceiro trimestre reflecte o recebimento da ajuda externa, durante esse período, ou queriam apenas uma ajuda teórica sem dinheiro para resultados práticos?

Isto é pura demagogia! Criticam o Ministro da Economia, mas sem dúvida ele preocupa-se com a forma de expor Portugal aos Mercados, ao contrário do PS que com afirmações destas, só empurra ainda mais Portugal para o buraco!

Curioso (ou não) não ver comentários à previsão consensual dos bancos de investimento (os conhecidos mercados) de que Portugal não necessita de um segundo resgate, apenas mais €30 mil milhões e um prolongamento dos prazos de assistência e de regresso aos mercados até 2015, óptimas notícias digo eu!

O que difere as duas notícias é que uma é sobre Setembro de 2011 e outra é do dia 6 de Fevereiro de 2012, o PS prefere criticar a primeira, e a mim não me surpreende!

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Demagogos!

O Partido Socialista não poupa críticas às nomeações do actual Governo, apesar das pessoas nomeadas terem mostrado resultados na sua vida profissional e demonstrado capacidades para a atribuição do cargo, salvo raras excepções.

Agora que dizer da actual Administração das EP, nomeada pelo Governo Sócrates, com fortes ligações ao PS ela própria, que nomeou recentemente um ex-deputado do PS sem a mínima experiência para o cargo!

Formado em Engenharia de Minas e em Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, Luís Maldonado Gonelha, vai ser director do projecto de eficiência energética! São 3583€ brutos e 716,6€ de subsídios de refeição que pode agradecer ao seu amigo Rui Dinis!

Vamos ver quantas bocas se abrem!

Ando desatento

Há críticos quanto à decisão do Governo não dar tolerância de ponto no Carnaval?

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

O que dizem de nós, e soluções!

Patricia Kowsmann veio através do Wall Street Journal dizer que se a Zona Euro fosse uma família, Portugal seria o filho mais respeitador das ordens dos pais.

Após o pedido de resgate Portugal e o seu Governo tudo têm feito para cumprir as metas previstas, mas isso não chega é preciso uma agenda de crescimento, os investidores continuam a não acreditar em Portugal.

Existem duas soluções para este problema, a primeira é Portugal pedir um ajustamento das metas e prazos propostos, o que teria o apoio de países como Irlanda, Espanha, Itália por razões óbvias. Segundo, os líderes da zona euro deveriam assumir responsabilidade e admitir o óbvio, que estes programas não chegam para salvar um país é preciso fundo para se crescer no curto prazo, e deviam ser eles a dar esse fôlego aos países que precisam.

Uma coisa é certa, se podem acusar lá fora a Grécia de slow-play no que toca a austeridade, o mesmo não podem dizer de Portugal!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Crise da Dívida, destaques

Notícias importantes e actuais que destaco acerca da crise da dívida na Europa:

-"Quanto mais a troika e o BCE nos emprestam mais difícil é regressar aos mercados" Jornal i

-"Esqueçam a Grécia. É Portugal que vai destruir o euro" Negócios Online

-"Portugal Restructuring Certain; Ireland, Spain Likely-Rogoff" WSJ

-"Fitch. Portugal não representa um risco para a zona euro" iOnline

-""Financial Times": regresso de Portugal aos mercados em 2013 é "inconcebível"" Expresso

-"Governo alemão confirma: Berlim quer ocupar Atenas e talvez Lisboa" iOnline

-"Vigilância europeia do orçamento grego "é inaceitável"" Económico 

Após ler notícias umas tão chocantes, outras tão contraditórias, decidi deixar aqui este leque e deixar ao critério de cada um ajuizar a crise no presente, porque a mim baralha-me!

RPER


Chegou hoje a minha primeira Revista Portuguesa de Estudos Regionais, é uma revista quadrimestral da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional (APDR), esta é a nr. 28 que contém no seu interior:
"Parcerias Público-Privadas: Enquadramento e Avaliação das Concessões Ferroviárias em Portugal"
Autor: Ana Paula Rolland Sobral, José Neves Cruz - Resumo
“A concorrência fiscal entre os municípios portugueses”
Autor: Maria Luísa Coimbra, José Silva Costa, Armindo Carvalho - Resumo
“Auto sustentabilidade das políticas locais e de coesão territorial. Análise das principais alterações no sistema de perequação financeira”
Autor: Helena Curto, Álvaro Dias- Resumo
“O Enquadramento Legal do Endividamento Municipal em Portugal”
Autor: Flora Cunha Lobo, Pedro Ramos - Resumo
“Governança de serviços de infra-estruturas locais nos EUA”
Autor: Nuno Cruz, Sanford V. Berg, Rui Cunha Marques- Resumo
“Endividamento Municipal na Região Centro 2005-2009”
Autor: José Alpendre, Vanessa Almeida - Resumo

Quanto a mim esta revista devia ser leitura OBRIGATÓRIA para todos os autarcas portugueses!

Excelentes notícias!

Portugal voltou hoje aos mercados, vendeu €1500 milhões em obrigações do tesoura a 3 e a 6 meses, melhorando o rácio entre a procura e a oferta na dívida a 3 meses e diminuindo as taxas de juro para valores mais baixos desde o pedido de resgate!

É disto que precisamos para recuperar, da confiança dos mercados, pois só com ela nos conseguiremos voltar a financiar!

Para aqueles que se limitam a criticar:
"I am an optimist. It does not seem too much use being anything else."
Winston Churchill

RAP - Vale a pena ler

"A nata da economia portuguesa

Assim como D. João II teve no Infante D. Henrique um antecessor visionário, também o Álvaro se apresenta às cavalitas de um gigante: Paulo Futre. A exportação de pastéis de nata é o equivalente político da importação de chineses

Quando o ministro Álvaro apontou para o pastel de nata, os parvos olharam mesmo para o pastel de nata. Era dos raros casos em que deveriam ter olhado para o dedo. Teriam constatado que se trata do mesmo dedo com que D. João II apontou para a Índia. Um disse "Oriente" e o outro disse "pastel de nata", mas ambos quiseram dizer "futuro". Neste momento, é óbvio que a aventura dos Descobrimentos teve, como propósito principal (para não dizer exclusivo), o de ir à Índia buscar a canela que hoje faz falta para polvilhar os pastéis de nata. Entre o Príncipe Perfeito e o Álvaro há apenas uma diferença: o segundo não tem um Camões que verta em decassílabos heróicos a gesta da pastelaria.
Assim como D. João II teve no Infante D. Henrique um antecessor visionário, também o Álvaro se apresenta às cavalitas de um gigante: Paulo Futre. A exportação de pastéis de nata é o equivalente político da importação de chineses - que foi também, note-se, um projecto de crescimento dirigido para Oriente.
Examinemos a ideia do Álvaro com a atenção que merece. Se cada pastel de nata for vendido ao preço competitivo de um euro, e supondo que alguém nos oferece todos os ingredientes, basta que Portugal venda 78 mil milhões de pastéis de nata para pagar a dívida. Sabendo que o mundo conta, neste momento, com 7 mil milhões de potenciais consumidores de pastéis de nata, a venda de 11,1 pastéis a cada habitante resolve-nos o problema. Não chega a dois cartuchos por pessoa, e ainda por cima é por uma boa causa. Se, com os 11,1 pastéis, impingirmos uma bica a cada cliente, ainda nos sobra dinheiro para acabar umas obras que estão paradas por falta de verba na Madeira.
Os críticos que pretenderam reduzir a ideia do Álvaro aos seus aspectos mais folclóricos não perceberam, ou não quiseram perceber, que o projecto não pode ser confinado à exportação dos pastéis, mas deve ser integrado numa estratégia de desenvolvimento global. A produção e venda de 78 mil milhões de pastéis fará de Portugal o maior produtor mundial de colesterol. Um investimento paralelo em medicina cardiovascular poderá projectar internacionalmente a ciência portuguesa e contribuir para manter relações comerciais múltiplas com a estrangeirada lambona, que passa a frequentar-nos tanto a pastelaria como o consultório médico. Mãos à nata."

Ricardo Araújo Pereira
 

Dívida dos PIIGS!



Carregar na imagem

Poder Local

Em Portugal existem vários problemas ao nível do poder local, os contratos realizados aos amigos, as empresas públicas criadas, funcionários públicos sem competências, a falta de articulação entre autarquias, etc.

Torna-se evidente e claro que é preciso mudar esta Administração Pública gorda e deficitária.

No entanto é triste ver-se notícias como a de que, Câmara de Braga, após 8 Milhões investidos, no projecto de construção de uma piscina olímpica tenha de desistir do mesmo por falta de verbas, verdade que mais vale assumir prioridades que se tornam evidentes nos tempos que correm a continuar a gastar em infra-estruturas supérfluas à região e ao país, mas foi dinheiro dos contribuintes que se desperdiçou e abandonou.

Este não é caso único, mas é exemplo da articulação inexistente entre a Administração Central e a Regional/Local que se tem verificado em Portugal desde à muito tempo!

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Pergunta

Quantos contratos de trabalho já viram em Portugal (em cargos públicos, sem contar com os recibos verdes) apenas de 12 meses de remuneração?

Portugal

Onde a Justiça mete nojo, onde os valores da família cada vez mais se deterioram!

Uma bela chapada dada pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, a este país onde as pessoas se preocupam mais em estragar a vida dos outros do que com a vida destruída que têm, onde a Justiça é para ricos e os brincos para toxicodependentes.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Falam falam falam

Mas sabem o que é a Regra de Ouro das Finanças Públicas?

Política activa

"A bancada do PS tem feito oposição ao Governo em modo suave, a avaliar pela estatística dos instrumentos de fiscalização ao Executivo utilizados desde o início da actual legislatura. Os socialistas somam pouco mais projectos de resolução do que o PSD e até o CDS fez mais recomendações ao Governo. Em perguntas dirigidas ao Governo e a toda a administração do Estado, os socialistas incomodam menos do que os sociais-democratas ou do que os centristas, as duas bancadas que apoiam o Executivo. Carlos Zorrinho, líder parlamentar da bancada socialista, diz que a forma de fazer política do PS "é diferente"."- in Público








Sublinhado da minha autoria, porque achei uma certa piada à frase.

Blogs do Ano 2011

Terminou esta excelente iniciativa do Aventar, o concurso "blogs do ano 2011",  que visou promover e divulgar a blogosfera portuguesa, aberto a todos o que quiseram participar.

O concurso foi dividido em duas eliminatórias, cuja a primeira serviu para determinar os 5 concorrentes de cada categoria a vencer o concurso numa segunda votação.

Agradou-me ter conseguido 110 votos na segunda eliminatória, menos 73 do que na primeira, mas sem 1/10 da divulgação. O blog está a crescer e isso motiva-me!

Fica aqui o meu prémio de 5º classificado na categoria acima referida, muito obrigado a todos!

domingo, 29 de janeiro de 2012

Só muda o cheiro...

"Arménio Carlos reafirmou que "este acordo não é lei" e o que resulta da assinatura do acordo entre o Governo, os patrões e a UGT é "um retrocesso social e civilizacional sem precedentes", uma consequência do acordo entre o Executivo e a 'troika'."

Coisas do diabo!

José Lello, ex-Ministro da Juventude e do Desporto (foi um bom pouso, o Valentim Loureiro que o diga!), desde 1983 na bancada do PS, um verdadeiro político profissional, diz que desconhecia a obrigatoriedade em declarar uma conta conjunta com a mulher de 658 mil Euros ao Tribunal Constitucional...

Diz que não conhecia bem a lei, não é caso único...

Incoerência

Seguro vai colocar as suas propostas no site do PS para não se esquecer daquilo que vai dizendo.

Meta também o que assina, assim não corre o risco de criticar o acordo com a Madeira, porque não gosta da receita aplicada, que por acaso é igual à do Memorando da Troika para o país assinado pelo Governo de Sócrates e apoiado pelo actual líder Socialista.

Grande iniciativa!


A todos os que falam e criticam, o Mundo está em evolução e novas formas de participação cívica, por isso agora não existem desculpas para não contribuírem em prol do nosso país!

sábado, 28 de janeiro de 2012

Descubra as diferenças, se existirem


As cores são iguais, 50% das letras são as mesmas, os intervenientes são os mesmos, só muda mesmo a máscara, Sindicato/Partido.
Será que na assembleia vota o partido ou o sindicato?
E no acordo de concertação  social, quem é que o discutiu, o partido ou o sindicato? Esta é fácil, nenhum...

Madeira

O plano de ajustamento financeiro da região vai ser de 1,5 mil milhões de euros, e será pago em 15 anos a uma taxa de juro igual à do financiamento da Troika a Portugal. Muita benevolência nos prazos de pagamento em relação ao plano nacional, uma vitória para AJJ.

A região terá de reduzir o défice de 3,1% do PIB Regional para 0,8% em 2013, alterar o IVA para a taxa mínima de 5%, taxa média de 12% e taxa normal de 22%, alterar as taxas do IRS para valores iguais aos do Continente e a subida do IRC em 2013.

Enfim, um bom acordo para a Madeira, mais uma vitória para AJJ.

Frases, que ditas por certas pessoas, se tornam curiosas (I)

"Um Governo que toma uma decisão destas (acabar com os feriados de 5 de Outubro e 1 de Dezembro) é um Governo que não respeita a Independência nem a República. É um acto contra a história e contra a cultura. É um acto anti-história e anti-cultura."

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Um pergunta!

Carvalho da Silva, o que é que o senhor fez em prol do país, no actual contexto económico mundial, com significado substancial para mudar para melhor e de forma sustentável?

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Portugal, onde o movimento tem duas faces

Portugal é um país completamente assimétrico quando se compara litoral e interior. Focando ao nível da mobilidade, no litoral assistimos a vias com melhores condições do que as do interior, com mais faixas (compreensível), com mais alternativas e a preços mais baixos!

Dentro das alternativas temos, não só as alternativas rodoviárias, mas também os transportes públicos.
No litoral, nomeadamente em Lisboa e Porto, existe o Metropolitano, existe a carris, com os inúmeros autocarros que cobrem as várias zonas, existem os comboios urbanos e ficamos por aqui. Estes transportes têm um frequência de passagem muito elevada, têm qualidade, são rápidos e baratos! Os preços dos passes mensais para estes transportes rondam os 35€ para metro, carris e ligações urbanas da CP.

No interior, as vias de qualidade "superior" são taxadas a preços exorbitantes, e as alternativas não têm condições  nem de segurança nem são suficientemente eficientes para quem todos os dias se desloca entre concelhos para trabalhar, com os preços dos combustíveis a aumentar, os impostos inerentes aos veículos idem, os transportes públicos não constituem alternativa! Na grande maioria das localidades as carreiras passam de madrugada e ao fim do dia, e o preço do passe mensal mínimo ronda os 25€ para deslocações muito curtas e  ronda os 100€ para viagens mais longas (preços retirados do sítio na Internet da rodoviária do Tejo). Os comboios não são claramente alternativa, quer pela sua frequência quer pelo número de estações existentes.

Temos então um país a duas velocidades, de um lado as grandes metrópoles, com preços bastante acessíveis para os residentes que usufruem dos serviços públicos de transporte e vias de trânsito com qualidade e com fácil mobilidade entre centro e periferia, do outro lado temos um interior com preços de deslocação elevadíssimos, e sem alternativas para o trabalhador/empregador/estudante.

Hoje mais um golpe foi dado para os cidadãos residentes fora destes grandes centros, o preço do bilhete de metro aumentou, aquele bilhete que só os utilizadores ocasionais compram, aquele bilhete que as pessoas do interior compram quando vão a uma consulta de medicina especializada que só há na capital ou no Porto, aquele bilhete que os reformados e pensionistas compram para se deslocarem ao serviço de saúde, aqueles bilhetes para as pessoas que já sofrem de uma desvantagem em termos de mobilidade vão ficar mais caros!

Há pessoas que falam em justiça social, em Estado social mas esquecem a equidade e a justiça territorial. Portugal não é só mar!

PORTUGAL CONCORDIA!?!?

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Medo

"A Censura constituiu, na verdade, uma peça central da estrutura orgânica do Estado Novo, do seu aparelho repressivo, propagandístico e de enquadramento político-ideológico da população, de tal modo relevante para a ditadura que não nos podemos dar por satisfeitos com o que já a seu respeito conhecemos. Com efeito, a intervenção da Censura ultrapassava, em muito, os cortes, as suspensões e proibições a nível da imprensa e do livro, a que habitualmente a associamos. Além disso, a Censura abrangia, igualmente, a rádio, a televisão, o cinema, os espectáculos, as artes plásticas, a música, o ensino. As suas consequências, na esfera do ensino, da formação das mentalidades, e no condicionamento político-ideológico dos portugueses foram tão importantes que não duvidamos da necessidade de se aprofundarem as investigações neste campo."
Não queiramos voltar a um passado triste e vil...
RDP acaba com espaço de opinião que serviu de palco a críticas duras a Angola

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Frases, que ditas por certas pessoas, se tornam curiosas

"Não podemos permitir que o descrédito se instale nas novas gerações"

Voto à nascença em 2032?

Wahnsinn!!!!

Voluntarismo

Acredito que quem dê seja porque quer dar, ser voluntário deve ser um orgulho e não um interesse.

Hipocrisia?

Ana Drago, especialista em interpretar discursos de forma única e invulgar, deputada do Bloco de Esquerda vai de carro e motorista a uma iniciativa do "Parlamento dos Jovens"...

domingo, 22 de janeiro de 2012

Blogs do ano 2011

A todos os que votaram em mim, o meu muito obrigado!
O meu objectivo era este, e apesar de saber que a massificação das redes sociais foram uma grande ajuda para a passagem deste blog à segunda eliminatória, sei que muitos destes votos foram obtidos com todo o mérito!
Este é um passo de gigante para a sua evolução!

Um exemplo de Patrão

Para empresas e Governo!

sábado, 21 de janeiro de 2012

Frases que marcam o presente!

"Senhores da Troika, estamos aqui por nós, não por vós!" - Pedro Passos Coelho, 21 de Janeiro de 2012

PR - Ponderação e Responsabilidade?

«É necessário um sobressalto cívico que faça despertar os portugueses para a necessidade de uma sociedade civil forte, dinâmica e, sobretudo, mais autónoma perante os poderes públicos» - 09-03-2011, discurso de tomada de posse para um segundo mandato em Belém do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

Já que ninguém o fez, o nosso Presidente decidiu tomar a iniciativa.

As declarações eram desnecessárias. O PR pela experiência e ponderação que tem, devia ter medido aquilo que disse. Era óbvio que tais declarações não são socialmente aceitáveis e, para além de causarem desconforto na população, conduzem uma série de duras críticas.

A verdade é que Cavaco Silva possui duas reformas, uma da Caixa Geral de Aposentações e outra do Banco de Portugal, para as quais descontou durante a sua vida. Se alguém tenciona colocar em causa os valores das mesmas, não é por aí que desejo ir, isto porque cada um recebe (recebia) tendo em conta aquilo que descontou, e vive consoante as suas possibilidades.

Cavaco Silva só pode ser criticado, na minha opinião, numa situação, que é no caso de receber para além das suas reformas, as despesas de representação a que tem direito enquanto Presidente da República. A minha dúvida é: ao "abdicar" do vencimento enquanto PR, abdica automaticamente dessas ajudas?

Caso as continue a receber, o PR deve ser duramente criticado, pois acaba a receber mais cerca de 40 mil € anuais (podendo existir uma grande margem de erro neste cálculo), do que receberia caso tivesse "abdicado" das pensões para receber o vencimento enquanto PR. Acaba a prejudicar os cofres do Estado, a prejudicar Portugal e os portugueses, numa altura em que a solidariedade entre as classes mais altas deve estar mais presente, nomeadamente no Presidente da República.


Caso não as receba, as críticas só podem recair na revolta social contra o capitalismo, às quais já todos estamos habituados, e na sua promulgação de um OE2012, que corta em salários e pensões mais baixas que as suas, quando até ele se diz afectado por estes cortes que será de imaginar das famílias e pensionistas mais necessitados...

Haja ponderação e consciência, só assim teremos um rumo.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Boas notícias

  1. Grande ícone da cultura portuguesa, Vasco Graça Moura, foi o escolhido para presidente do conselho de administração da Fundação do CCB! Acho ridículas as críticas a esta nomeação, ainda para mais quando se ouvem frases como: "é evidente que quem sai prejudicado desta amálgama é o próprio doutor Vasco Graça Moura, independentemente do seu mérito", do lado socialista. Independentemente do seu mérito? Demagogia é a única coisa que vive em certos corpos...
  2. O Governo estabeleceu limites ao número de pessoas que podem integrar os gabinetes dos ministros e dos secretários de Estado e determinou a obrigatoriedade de estas nomeações serem feitas através de despacho publicado no Diário da República. Com esta medida reduz significativamente os gastos com pessoal dos ministérios!
  3. A SOPA está a cair e posso voltar a ter o meu MegaUpload para poder partilhar, ficheiros de grandes dimensões com os meus colegas nos trabalhos de grupo, de forma rápida e eficiente!

Da série: declarações que espero que sejam mentira

Pois tenho medo desta realidade!

"Cavaco Silva disse hoje que os 1.300 euros que vai receber por mês da Caixa Geral de Aposentações, para onde descontou durante quase 40 anos, e do fundo de pensões do Banco de Portugal para onde descontou durante quase 30 anos, "quase de certeza que não vão dar para pagar" as suas despesas." - in Negócios Online

Discordo!

Passos Coelho veio hoje dizer que não incentiva à emigração dos jovens, nem está previsto ser criada uma agência de apoio a estes jovens nem estão abertas conversações com outros países para facilitar a integração dos jovens naqueles países.

Discordo plenamente com isto, julgo que seria fulcral nas áreas mais sobre-lotadas em Portugal, uma ajuda governamental para que os seus jovens fossem, pudessem trabalhar, ganhar estabilidade, independência e conhecimentos, mas que se sentissem apoiados e quiçá um dia voltarem com conhecimentos adquiridos, sempre uma mais valia para Portugal.

Cortesia: 31 da Armada


Um vídeo que mostra a verdade da mentira. Uma compilação genial de declarações socialistas associadas ao memorando da troika, assinado e congratulado por socialistas.

Permitam-me acrescentar um ponto, em resposta à entrevista de Carlos Zorrinho ao semanário SOL: "(...) O Governo actual usou a maioria absoluta para nomear de forma indecorosa pessoas politicamente muito próximas, dando um sentimento de pagamento de favores."

Então segundo o DN de hoje, concluo que até os socialistas recém nomeados por este Governo, andaram a fazer favores ao PSD, e na verdade muitos outros andaram, fizeram de tal forma borrada que facilitaram em muito a escolha dos portugueses em 2011.